0
Shares
Pinterest Google+

afirma que trata praticamente todas as doenças dos pequenos animais, com exceção dos casos cirúrgicos

Apesar da acupuntura ser utilizada há anos no , apenas a partir da de 90 a técnica começou a ser aplicada na veterinária e visa promover o equilíbrio do corpo dos animais e a capacidade de cura.

Segundo a veterinária Andréa Dikerts Mutti, a Medicina Tradicional Chinesa acredita que a doença é uma manifestação do desequilíbrio energético do corpo, que pode ser causado por muitos problemas, tais como: doença crônica, trauma, estresse, má nutrição, fraqueza, fatores ambientais (frio, calor, umidade, secura), excesso ou falta de exercício. “Em todos os animais existem localizações específicas na superfície do corpo chamadas de acupontos. A inserção de agulhas finas de aço inoxidável nesses pontos promove a estimulação e influência dos mesmos”, explica a veterinária.

De acordo com Andréa, existem outras maneiras de estimulação dos pontos, que podem ser feitas através de aplicação de calor (moxabustão), eletricidade (eletroacupuntura), substâncias farmacológicas (farmacopuntura) e sangue do próprio animal (autohemopuntura). “Dependendo do quadro, durante o com acupuntura, pode-se associar medicamentos homeopáticos, fitoterápicos ou convencionais, visando a obtenção de melhores resultados”, diz a veterinária.

Segundo Andréa, a acupuntura trata praticamente todas as doenças dos pequenos animais, com exceção dos casos cirúrgicos. Trata-se quadros de dor, artrite, problemas de coluna, de pele e de ansiedade. Em casos relacionados aos órgãos internos, a acupuntura pode atuar de forma principal ou complementar, visando solucionar ou minimizar problemas como gastrite, insuficiência renal, diabetes, infecções e até câncer. “A acupuntura é o tratamento mais indicado para animais idosos, que não podem tomar muitos medicamentos ou que não podem ser submetidos a cirurgias”, complementa a especialista.

A duração do tratamento varia de acordo com a doença apresentada e com a receptividade do paciente. “Geralmente as sessões são semanais, mas alguns pacientes passam bem com sessões quinzenais ou até mensais”, diz Andréa.

A veterinária diz que cada sessão dura de 20 a 30 minutos e custa R$ 40,00. “Durante a acupuntura, o animal fica tranquilo e confortável, deitado ou sentado sobre um tapete ou mesa, com seu responsável sempre ao lado. Se o cliente optar for fazer um pacote, é possível negociar um preço menor”, destaca Andréa.

A veterinária conta que trabalha há dois anos na área e que para realizar a acupuntura veterinária é necessário fazer um curso de especialização. “É preciso um curso de especialização em acupuntura veterinária oferecido por instituições regulamentadas”, afirma Andréa.

Fonte: jornalcidade.net

Comentários

Anterior

Ovelhas, lobos e cães pastores

Próxima

Imagine se vira moda...