0
Shares
Pinterest Google+

Muitos paulistas aproveitam os finais de semana e feriados prolongados para viajarem na companhia de seus animais de estimação. Para não causar problemas aos demais , e também garantir a segurança do , a Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de de () possui para quem embarca com animais de estimação nos intermunicipais no estado de São Paulo.

Diariamente, são realizadas 5 mil interestaduais de ônibus no estado. Como, em cada viagem, é possível levar até 2 animais, 10 mil pets podem ocupar assentos, desde devidamente acondicionados, segundo a Artesp.

Para isso, os donos devem seguir as regras que visam segurança, , determinadas em uma portaria de 2012.

Confira as regras

O animal deve ter, no máximo, 8 quilos de peso.
O animal deve estar acondicionado em recipiente apropriado para o transporte, isento de dejetos, água e alimentos.
O recipiente deve ser feito de fibra de vidro ou material similar resistente, à prova de vazamentos com dimensão máxima de 41 x 36 x 33 centímetros.
Nas paradas do ônibus, o dono deve providenciar a do contêiner com o animal.
O deve comprar uma para o animal, e deverá ocupar um ao lado dono. A única exceção é feita aos cães-guia, pois é direito do deficiente visual com seu cão-guia independentemente do peso e do pagamento de . Esses animais devem ser transportados entre as pernas de seu dono.
É proibido animal que possua restrições devido a espécie, tamanho, ferocidade, ou caráter peçonhento e que comprometam a segurança dos demais passageiros.
Pode-se levar animal vivo e de pequeno porte, desde que:
1) Seja apresentado, no ato do , de emitido até 3 dias antes da viagem, por veterinário registrado, comprovando a do animal e o atendimento às medidas sanitárias definidas pelos órgãos públicos;

2) O atestado também deve comprovar imunização antirrábica;

3) No caso de animais silvestres, da fauna brasileira ou exótica, é necessário que seja apresentada autorização de trânsito do .

As regras completas para a viagem intermunicipal de ônibus com animais estão na portaria nº 15 da Artesp, de 2012 (para acessar a portaria, clique aqui).

Comentários

Previous post

Escovando os dentes do seu cachorro

Next post

Seu gato está espirrando demais? Saiba quais são as razões e como tratar