0
Shares
Pinterest Google+

O principal site de leilões do mundo foi acusado pelo Fundo Internacional para Proteção dos Animais () de contribuir para o comércio de produtos derivados de espécies em perigo de .

O foco desta ação é o livre comércio de produtos a base de , segundo o IFAW o é responsável por quase dois terços do comércio na internet de produtos derivados do reino animal.

O eBay se comprometeu a proibir todas as vendas de marfim até o dia 1° de janeiro, porém dada a complexidade do comércio de marfim e as características únicas do eBay as vendas desse tipo de produto ainda preocupam a companhia.

O seja de animais ou de produtos derivados de animais em extinção é um problema mundial, e assim como acontece no , todas as ações não irão acabar com o problema enquanto houver demanda comercial, resta a nós acabar com isso não incentivando esse comércio.

Comentários

Previous post

Meu reino por uma miada

Next post

Sempre sobra pro bicho...

No Comment

  1. suely bischoff machado de oliveira
    23/10/2008 at 12:11 —

    Olá Alexandre
    Muito interessante esta notícia que você nos tráz, aliás é uma barbárie este comércio de marfim e de outras tantas composições dos animais.O tráfico de animais bem como de produtos derivados destes ,é algo que foge às raias da dignidade,da sensibilidade e da perpetuação das espécies.
    Queremos um mundo digno de ser chamado planeta dos homens! O homem com toda a sua sabedoria,atropela o seu futuro ,destruindo tudo a seu redor, portanto ,ele se destaca nas páginas da incongruência humana!
    abraços
    suely bischoff machado de oliveira
    psicóloga
    atibaia