Investigação de detetive particular ajuda polícia a desvendar o assassinato de 37 animais

Depois de dois meses de investigação, os repórteres da Record ficaram frente a frente com a mulher acusada de ter assassinado 37 animais de estimação. De acordo com a polícia, em janeiro do ano passado, a dona de casa teria jogado no lixo 33 gatos e quatro cachorros mortos.

Na reportagem especial do Domingo Espetacular, o ex-marido de Dalva Lina da Silva mostra o quarto da morte, onde ela executava os animais, segundo a polícia. A investigação aponta que Dalva descartava os animais em sacolas de lixo em frente às casas vizinhas para disfarçar.

De acordo com o inquérito policial, Dalva aplicava uma injeção letal nos cães e gatos em um quarto pequeno de sua casa, que está à venda. O ex-marido afirma que Dalva mora, atualmente, no Paraná. Saiba por onde anda a mulher acusada de ser a maior “serial killer” de animais do mundo.

Assista à reportagem completa:

Fonte: R7

2 opiniões sobre “Investigação de detetive particular ajuda polícia a desvendar o assassinato de 37 animais”

  1. Olá.Boa tarde.Assisti na Record a reportagem no Domingo Espetacular..O pior é que neste pais se voce matar 1 ou 100 animais voce nem vai preso, bem diferente de outros paises tipo EUA onde as leis funcionam………………O Brasil precisa urgentemente rever as suas leis e aplicações de penas…………….Dalva é uma serial killer e se diz amar animais.Ela é uma PSICOPATA.Onde andam os politicos ?Cade a JUSTIÇA?É revoltante………………….

Deixe uma resposta