0
Shares
Pinterest Google+

Assim como os humanos, cães e gatos também sentem com a queda da

Para que eles fiquem bem e livres de doenças, é preciso tomar alguns cuidados especiais no inverno. “Os animais podem ficar resfriados se tomarem friagem, vento ou . Por isso, devemos mantê-los mais protegidos no inverno, podendo usar cobertas e até ”, afirma a Andréa Mutti.

Como no inverno os resfriados passam a ser mais comuns e o animais podem apresentar e resfriados, Andréa alerta para a do acompanhamento de um veterinário. “Não devemos tratar os animais com humana e sim levá-los ao veterinário para adequado. Uma maltratada pode evoluir para pneumonia, como nas pessoas.”

A veterinária destaca que os donos contam com um aliado na hora de proteger os animais: a contra a traqueobronquite infecciosa canina (ou tosse dos canis), que imuniza contra a bactéria Bordetella bronchiseptica, o da parainfluenza e o adenovírus 2. “A vacina é importante, mas não é obrigatória. A é altamente por contato direto entre cães, principalmente em locais fechados como canis. Vacinam-se os animais com 3 meses de idade com 2 doses em intervalo de 15 dias e os adultos tomam uma dose anual. Para quem vai viajar e nunca vacinou seu cãozinho, recomenda-se aplicar a dose pelo menos uma semana antes da viagem”, diz Andréa.

Para a veterinária, os cães que estão acostumados a frequentar e tosa podem manter a rotina semanal ou quinzenal também no inverno. Já para os que tomam em casa, deve-se prestar atenção na temperatura da água, que deve estar quentinha, mas não fervendo. “E sempre secar com secador, mesmo os de pelo curto, para evitar friagem. É preciso lembrar de sempre proteger os ouvidos do cão na hora do , evitando a entrada de água e possíveis infecções”, recomenda Andréa.

Para proteger ainda mais o animalzinho de estimação do frio, o especializado oferece diversas opções de roupas e acessórios. “Na hora de comprar a roupa, o dono deve observar se o cão fica , não pode apertar ou incomodar. E acima de tudo devem ser respeitadas as preferências individuais. Para decepção de alguns proprietários, muitos animais não aceitam ficar de roupa, por mais bonitinhas que sejam.”

Comentários

Previous post

Tiozinho, como é mesmo que o cachorro fez?

Next post

Qual o melhor cão para apartamento

3 Comments

  1. Carlos R Morilha
    08/08/2010 at 21:47 —

    Vilma, parabéns, eu não tive tal sorte, pois meu amigão, 8 anos convivendo foi morto c o tal do chumbinho, qdo o encontramos já estava endurecendo, não foi possível salva-lo. O mais triste é que foi um vizinho que não gostava do nosso amigo. Fui a policia fiz BO, depois me chamaram p prestar depoimento e nada mais, isto foi em 17/01/2010. Por isso fico muito contente e feliz qdo vejo noticia que alguem conseguiu salvar seu amigo, de novo parabéns

  2. vilma
    01/06/2010 at 15:17 —

    Ontem as 01:00 da manhã passamos o maior susto com o Labrador GRegorio, é que alguém jogou carne com chumbinho… e ele começou a passar mal, o outro labrador Bartholomeu… bateu na porta e chorou muito como o choro era diferente eu fui ver e fiquei louca… acordei todos em plena 01:00 da manha e lá fomos para o veterinário (santo veterinário) que prontamente socorreu e diagnosticou o envenenamento. Hoje Gregorio o Greg, esta bem… graças ao profissional que em plena madrugada fez de tudo para salvar uma vida. ufaaaa… agora estamos felizes.