Rodoanel da morte, culpa da natureza

Desde o início das obras do trecho sul do Rodoanel em áreas da mata atlântica (São Paulo), mais de cem animais silvestres já morreram, parte desses animais são de espécies em extinção.

Os animais que deveriam ser manejados com total cuidado acabam morrendo devido a ferimentos ou estresse profundo.

Foram enviados aproximadamente 140 animais para recuperação, 105 não resistiram, outros 371 foram devolvidas para a natureza sem maiores problemas.

Pesquisadores creditam a alta taxa de mortalidade ao manejo dos animais a partir do momento que são recolhidos, o que caracteriza crime ambiental.

Agora vem a parte mais legal dessa história, questionado sobre os crimes que estão acontecendo nas obras do Rodoanel, o gerente de gestão ambiental da Dersa, Marcelo Arreguy Barbosa diz que toda a culpa por essas mortes é da natureza, claro, quem manda a natureza estar lá? A natureza não sabia que ali iria passar uma estrada? Claro que o empreendimento não tem nenhuma culpa e claro mais ainda que não está havendo nenhum crime ambiental, quem cometeu o crime foi a natureza!

O que dizer de uma declaração destas? São pensamentos assim que levaram tantas espécies a extinção, quem é o animal nesta história? Cadê o amor de Cristo na vida desse homem meu Deus?

0 opinião sobre “Rodoanel da morte, culpa da natureza”