Vai viajar? Veja os cuidados necessários com os pets nas férias

Levá-los na , deixar em casa ou em hotéis especializados? Veterinária da Hill´s Pet Nutrition explica o que fazer em cada uma dessas situações

Fim de ano é época de descansar, comemorar as festas e, para muitos, . E para quem quer aproveitar esse tempo junto ao seu animal de estimação, é preciso ter alguns cuidados na hora da viagem e durante os . Cães e gatos são acostumados a rotinas e podem estranhar mudanças bruscas de ambientes e climas.

Mas, não precisa se preocupar. A médica veterinária Taís Novaes, especialista da Hill´s Pet Nutrition, marca de ração Super Premium dedicada também aos cuidados terapêuticos de cães e gatos, listou algumas para os donos aproveitarem a época junto com seu animalzinho.

“Quem for viajar com seu pet precisa, em primeiro lugar, ir ao veterinário para uma avaliação completa e confirmar se ele está apto para a aventura. É importante que o pet esteja em dia com a e faça uso de e carrapaticida. Não é recomendado viajar com os animais recém-nascidos ou doentes”, explica Taís.

A veterinária acrescenta que quem for viajar de deve levar sempre o animal na parte traseira do automóvel. “Dependendo do porte do animal, ele precisa ser transportado em caixas apropriadas. Se o cão ou gato já forem acostumados a andar de , a viagem será mais tranquila. Em alguns casos, o veterinário pode indicar algum remédio para enjoos ou uma leve sedação para que eles não se estressem. Fique atento a interna do , que precisa ser fresca. Jamais deixe o animal trancado sozinho no ”, acrescenta.

Para as viagens mais longas, alguns optam por ir de ônibus ou . Nesses dois casos, é preciso confirmar com antecedência quais as normais exigidas pelas companhias para levar seu animal junto. Em geral, exigem carteira de vacinação em dia, Guia de Trânsito Animal (GTA) expedida por veterinários, atestado de saúde, entre outros certificados e documentos.

Quando o animal fica

Algumas pessoas preferem viajar sem seus animais. Neste caso, escolha alguém de confiança e que já conheça o pet para que cuide dele nos dias em que estiver fora. Além de comida e diariamente, é preciso brincar ou levá-los para passear (no caso dos cães). Alguns bichinhos são muito apegados aos donos e podem se sentir inseguros e até mesmo deprimidos na ausência dos seus tutores. Amenizar a deles é importante e isso é possível, acompanhando-os diariamente.

Outra opção é deixá-los em hotéis próprios, que possuem toda a estrutura para cuidar dos cães e gatos, durante as de seus donos. nunca é demais, por isso, visite o local antes e veja as referências. Lugares idôneos exigem, no mínimo, vacinação em dia de todos os hóspedes.

“Algo que é muito importante, em qualquer opção, é manter a e a alimentação preferida dos animais. Quem for levar os cães ou gatos para viajar, precisa levar a ração que eles já estejam acostumados a comer, pois pode não encontrá-la no novo e mudar a alimentação nessas ocasiões, pode ser mais estressante aos animais. Além disso, recomendamos levar um kit próprio com medicamentos, guias, cobertas e brinquedos do próprio bichinho para que ele se sinta mais em casa”, destaca a veterinária.

Com cuidados simples e atenção é possível aproveitar as férias para recarregar as baterias, tanto dos donos quantos dos pets.

Sobre a Hill’s Pets Nutrition
A Hill’s Pet Nutrition dá seguimento à tradição em cuidados com os animais iniciada em 1939 por um veterinário notável. Nossos alimentos Prescription Diet™ e Science Diet™ oferecem a mais alta qualidade em nutrição para cães e gatos que existe. Estamos fazendo diferença na vida das pessoas e de seus animais no mundo inteiro.
As linhas de alimentos da Hill’s™ surgiram em 1939. O Dr. Mark L. Morris Sr. acreditava que certas de animais de companhia poderiam ser tratadas por meio de uma nutrição cuidadosamente elaborada. Suas ideias foram visionárias na medicina veterinária, e ele logo pode comprovar sua teoria.
Um jovem cego, chamado Morris Frank, perguntou ao Dr. Morris se alguma coisa poderia ser feita para ajudar seu cão-guia, Buddy, que estava com alterações renais. O resultado do esforço do Dr. Morris foi a formulação nutricional do que viria a ser o primeiro produto terapêutico da linha Hill’s Prescription Diet e o primeiro alimento de animais de companhia no mundo desenvolvido para a saúde renal. Pouco tempo depois, a Hill’s Pet Nutrition foi fundada e o campo da nutrição terapêutica ganhou vida. Aquele primeiro alimento terapêutico evoluiu para Hill’s™ Prescription Diet™ k/d™, que é vendido até hoje.

Imagens: Ilustração/Divulgação/Reprodução/Internet

Comentários