Viagem com seu pet

Já estamos em novembro e é hora de planejar a viagem de , e dessa vez você decidiu levar o pet. Para quem vai de , preparamos algumas dicas que visam uma viagem perfeita para ambos.

1. Faça um planejamento. E se a sua companhia vai ser um pet, você deve informar-se sobre as normas das companhias e do , em caso de viagem para o exterior.

2. A reserva para o animal deve ser feita com no mínimo 48 horas de antecedência. Algumas companhias limitam o número de animais por voo.

3. Para que seu animal viaje ao seu lado, as exigem que o animal tome um antes do embarque. Para isso você deve providenciar a receita veterinária, com a dose de e o em que ele deve ser aplicado.

4. O Ministério da Agricultura, Pecuária e , através do Serviço de Sanidade Animal, especifica para trânsito doméstico e internacional de animais e as companhias aéreas exigem documentação específica sobre a do animal.

5. No embarque, é necessário ter esse , que é um atestado de sanidade animal, que pode ser fornecido pela Secretaria Estadual de Agricultura, por algum posto do Departamento de Defesa Animal, ou pelo veterinário.

Dica animal
Nossos bichinhos geralmente são transportados no de cargas. Algumas companhias aéreas – em casos especiais – permitem que animais pequenos (até 15 quilos) viajem no de passageiros, numa caixa de que atenda adequadamente às especificações de bordo. Além disso, é necessário o pagamento de uma suplementar, exceto para cães acompanhando deficientes visuais.

básicas

É muito importante fixar uma etiqueta contendo as informações mais importantes sobre o seu bichinho (nome e restrições alimentares, se houver). Tão importante quanto é pôr o nome, e do proprietário.

A reserva para o animal deve ser feita 48 horas antes.

Imagens: Ilustração/Divulgação/Reprodução/Internet

Comentários