5 Dicas para cuidar corretamente dos ouvidos do seu pet

A limpeza otológica é muito importante e ajuda a promover a saúde e bem-estar do seu pet. Muitos tutores ficam em dúvida na hora de realizar a higiene dos ouvidos e a maioria dos questionamentos são sobre a frequência e a forma que a limpeza deve ser realizada. Por isso, listamos alguns pontos que certamente vão facilitar no momento de cuidar dos ouvidos do seu pet.

Frequência de limpeza

A frequência com que o tutor higieniza os ouvidos do seu pet é um fator de grande importância. É fundamental entender que não há necessidade de limpar os ouvidos do animal todo dia. Quando a limpeza é realizada de maneira excessiva pode retirar a proteção natural, favorecendo a presença de infecções otológicas. Portanto, se o conduto auditivo do seu cão é saudável, o mais indicado é a limpeza somente na porção mais externa dos ouvidos e com um intervalo em média de 15 dias. Em algumas raças, como o Cocker Spaniel, que desenvolvem otite com maior facilidade, a limpeza pode ser feita com maior frequência, mas sem exageros.

Vale lembrar que o conduto auditivo saudável apresenta coloração ligeiramente rosada, presença de pouca quantidade de cerúmen com odor característico e não há dor no local durante a manipulação. Se seu animal apresenta alterações nos ouvidos, ele pode estar desenvolvendo otite. Cães com infecções otológicas devem ser avaliados pelo médico veterinário e receber todo acompanhamento necessário. Em quadros de otite, a frequência de limpeza e aplicação de medicamentos tópicos é diária, bem diferente das orientações que devem ser seguidas em um animal com ouvidos sadios.

Uso de algodão

Outro aspecto importante é que o tutor não deve fazer uso de hastes flexíveis (“cotonetes”) para limpar os ouvidos de seu pet. A maioria dos animais não gosta de limpar os ouvidos, isso faz com que muitos se mexam bastante e resistam no momento da higiene. Esse comportamento somado ao uso de cotonetes pode causar acidentes, portanto cotonetes não são recomendados. Para fazer a limpeza dos condutos auditivos, o ideal é o uso de algodão envolvido no dedo realizando movimentos de dentro para fora. Dessa forma, o excesso de cerúmen será removido sem maiores riscos.

Uso de loções de limpeza

Existem no mercado várias opções de loções de limpeza para conduto auditivo. Essas loções também chamadas de ceruminolíticos podem ser utilizadas para facilitar a remoção do cerúmen. Algumas apresentam composição à base de Aloe Vera e Calêndula, que prometem contribuir para rápida cicatrização e regeneração de tecidos. O ideal é seguir a orientação do médico veterinário para realizar a melhor escolha.

Presença de pelos

A presença de pelos confere maior proteção ao conduto auditivo. Alguns animais possuem muitos pelos, dificultando a limpeza. Entretanto, a remoção dos pelos de forma inadequada pode promover lesões cutâneas, retirar a proteção natural e favorecer quadros de otite. O mais indicado é perguntar ao veterinário como proceder nesses casos.

Desenvolver o hábito desde filhote

Para evitar o desconforto do seu pet no momento da limpeza otológica é importante acostumá-lo desde filhote com a higienização dos ouvidos. Todos os procedimentos que serão realizados frequentemente em seu animal, como limpeza otológica, banhos e corte de unhas devem ser associados à recompensas e brincadeiras desde filhote, isso tornará as tarefas muito mais fáceis e agradáveis para você e seu pet.

Deixe uma resposta