Cachorro de diretora de ONG de proteção aos animais morre após ficar preso dentro de carro

A dirigente de um grupo de proteção aos animais de Richmond, no Estado americano da Virginia, disse que seu cachorro de 16 anos morreu depois que ela o esqueceu dentro do carro por quatro horas. Segundo registro do serviço de meteorologia do governo dos Estados Unidos, a temperatura na cidade chegou a 33°C por volta das 12h.

Robin Starr, diretora-executiva da Richmond Society for the Prevention of Cruelty to Animals (“Sociedade para a Prevenção à Crueldade contra os Animais de Richmond”, em tradução livre), afirmou que não percebeu que o cão estava dentro do carro até o meio-dia. Segundo disse o marido da executiva em entrevista ao jornal “Richmond Times-Dispatch”, ele colocou o animal de estimação no carro enquanto ela se arrumava para trabalhar. Robin levava o cão ao trabalho com frequência.

Segundo a sociedade, o cachorro era dócil e sua dona não percebeu que ele estava dentro do veículo porque ele ficou em silêncio no porta-malas durante todo o trajeto.

Robin só percebeu o incidente no horário de almoço. Ela chegou a levar o cachorro a duas clínicas veterinárias, mas ele morreu por falência dos rins.

A entidade de defesa dos animais publicou uma nota em seu blog prestando solidariedade à família da diretora-executiva. O comunicado diz que “se isso pode acontecer com uma mulher que dedicou sua vida profissional a salvar vidas de animais, pode acontecer com qualquer um” e que a morte do bicho de estimação serve como um “momento de aprendizado”.

Robin Starr é diretora-executiva da organização desde 1997 e não pretende pedir demissão por conta da morte do animal. Ela conta com o apoio do conselho de diretores.

De acordo com a agência “Associated Press”, não se sabe se ela será indiciada por maus-tratos contra animais.

Fonte: UOL Notícias

0 opinião sobre “Cachorro de diretora de ONG de proteção aos animais morre após ficar preso dentro de carro”

Deixe uma resposta