0
Shares
Pinterest Google+

exagero

Chloe usa sapatos, tem cozinheiro particular, adora roupas e coleiras de grife, só passa perfume francês e odeia fazer coisas de , como latir e correr atrás do próprio .

A chihuahua mimada, estrela do filme Perdido pra Cachorro, em cartaz nos cinemas, é um pouco exagerada, mas foi inspirada em muitos cachorrinhos que são tratados como gente.

Os donos estão cada vez mais apaixonados por seus animais de estimação e não percebem que, muitas vezes, exageram na dose de atenção.

O próprio diretor do filme, Raja Gosnell, diz que se inspirou na relação homem-cachorro para o roteiro. “Chloe vive de acordo com a ideia de que tem essa vida porque merece e aquele é seu lugar. Não tem noção de sua origem”, fala.

Quem transformou Chloe, mesmo sem querer, em cachorro mimado foi sua dona Vivian ,os animais carregam as mesmas características do dono.

NÃO É GENTE! – Mas, para a especialista em comportamento animal, Rubia Burnier, é preciso deixar claro que cachorro não é e nunca vai ser gente. “O que é bom para os humanos, nem sempre é bom para eles.

Felicidade é um conceito humano. O que importa para o bicho é ter conforto e viver bem.”

O psicólogo da Unifesp, Murilo Batisti completa: “Hoje o é um integrante da . Por um lado, favorece a troca de afeto, de carinho; por outro, facilita o isolamento. As pessoas estão deixando de viajar por causa do cachorro.”

O dono precisa primeiro atender às necessidades básicas do animal, como alimentação adequada e higiene, médicos, como vacinas, e carinho, para depois se preocupar com o resto, segundo a veterinária Cleiser Kurashima.”Não adianta deixar bonitinho e descuidar da saúde.

Tem de respeitar a tolerância de cada raça.”

Na opinião de Cleiser, apesar de muitos insistirem em tratá-lo como gente, o animal nunca perde o instinto. “Pode deixar de lado por não precisar usar mais (como Chloe que, no filme, esquece até de latir). É por isso que muitos ficam com medo e não sabem como agir quando encontram outro cachorro. E isso é mau.” O correto é tratar bicho como bicho!

Fonte: Diarinho

Comentários

Previous post

Pássaros encontram segurança na cidade

Next post

Desafio PetRede: Você é capaz de encontrar o panda escondido?

2 Comments

  1. Essa foto da Chloe está linda. Uma lindona. Um abraço. Drauzio Milagres.

  2. Feliz é aquele que pode ter em seu convívio diário a presença de animais de estimação. Quando essa presença é com a criança ainda bem nova, os animais ajudam muito na formação da personalidade desse serzinho. A criança tende a se tornar um adulto mais bem resolvido emocionalmente. Um abraço. Drauzio Milagres.