0
Shares
Pinterest Google+

cao_bebe6

Alguns fatos cotidianos me fazem pensar que infelizmente, não sei tudo de animais. Mas não saber tudo é normal e corro atrás de informações. Procuro respostas com , em sites, falo com , com donos de outros animais, até que eu fique satisfeita com a resposta.

Vejam só noutro dia uma colega de sala chegou e disse: “Serei vovó, mas estou preocupada. Tenho uma poodle e agora chegará um nenê, meu neto… O que farei para que minha cachorrinha não sinta ciúme do meu netinho que está para chegar?”

Então vamos as dicas:
Jamais pense em abandonar ou doar seu bichinho. Pessoas justificam-se alegando a chegada de um recém nascido para doá-lo. A interação -bicho é saudável. Crianças com bichos são crianças independentes, responsáveis, carinhosas e nada egoístas.

A chegada de um numa casa que tenha algum animal de estimação, não é apenas uma chegada e sim um acontecimento importante para todos.

Enquanto o bebê não chega…
Consulte seu veterinário e esteja certo que seu bichinho está saudável e livre de todos os parasitas. É muito importante que ele esteja com as vacinas em dia.

Se você tiver um extremamente dependente, comece a treinar sua independência aos poucos antes da chegada do bebê, pois um muito dependente pode criar problemas depois da chegada da criança.

Leve o cão ao quarto, aproxime-o do berço. Se possível utilize fitas ou cds gravados de sons de um recém-nascido.

Faça com seu cão junto ao carrinho de bebê (ainda vazio), para que ele aprenda a ser um bom companheiro e a se comportar nos passeios com o bebê.

Após a chegada do bebê…
Quando o bebê estiver no hospital, envolva-o em uma de suas mantas por pelo menos 30 minutos. Depois, peça para que o papai a leve para casa, deixando-a ao alcance do animalzinho para que ele se acostume com o cheirinho do bebê.

Quando você chegar com o bebê em casa, cumprimente-o com entusiasmo e , dê atenção especial a ele. Então sente-se com o bebê em seus braços e deixe que o cão sinta seu cheiro e o veja, converse com o bichinho com muita calma e carinho.

As primeiras semanas farão parte de um período de difícil, tanto para a como para o animal.

Seja paciente. Dê ao cão uma possibilidade de se acostumar às atividades, cheiros e sons novos em sua casa. Em algumas semanas, o animalzinho já estará familiarizado com todas as novidades, voltando a agir de maneira . Mesmo assim monitore seu bichinho. Proteja seu cão da criança quando ela começar a se movimentar pela casa com andadores e coisas do gênero, criando um local seguro fora dos limites do bebê, para que seu bichinho possa descansar ou ficar sozinho.

Comentários

Previous post

9 dicas importantes para cuidar bem do seu bichinho de estimação

Next post

Ter um cão pode, literalmente, fazer bem ao o coração

No Comment