Chocolate pode fazer mal ao cachorro. Veja opções de petisco para a Páscoa

Não ceda ao olhar ‘pidão’ do pet. Está chegando a Páscoa e ele vai ficar de olho no chocolate que você tem na mão. Em primeiro lugar, é bom saber que não existe veneno maior para um cão do que a teobramina, presente nesse alimento. Quer uma alternativa? No mercado existem petiscos com sabor e formato de chocolate, mas que são produzidos com substâncias compatíveis com o organismo do animal.

“Doces não são opções saudáveis para ele, pois podem causar obesidade, problemas dentários e até diabetes. Os donos que desejam agradar ao seu bichinho devem oferecer petiscos próprios para eles”, diz Fernanda Lunardi Del Claro, médica-veterinária da empresa Petitos.

Brigadeiro para cachorro

Em Santos, a Madalena Brigadeiros possui no cardápio, desde janeiro, um petisco canino feito com alfarroba e batata doce. O granulado tradicional do doce dá lugar à aveia. “Cheguei a essa receita juntamente com um veterinário. É um produto totalmente natural, mas deve ser consumido com moderação, como um petisco”, diz Roberta Torre Gavilani, proprietária da doceria.

Além de oferecer o doce canino, os clientes que têm pet podem levar os cachorros ao estabelecimento (Rua Machado de Assis, 316), que permite a entrada de animais. “Tem sempre a pronta entrega, entregamos na hora e custa R$ 3”.

Veja algumas dicas para não errar na hora de escolher o snack de Páscoa para o animal:

– O ideal é optar por produtos desenvolvidos por especialistas em nutrição animal. Verifique nas embalagens se o que será comprado possui aprovação do Ministério da Agricultura.

– No mercado existem linhas de petiscos com aroma de chocolate, mas que não o possuem em sua composição. Delícias do Chef de brigadeiro, por exemplo, são desenvolvidas a partir da alfarroba e se assemelham a pequenos ovos de Páscoa, o que pode satisfazer o animal.

– Um detalhe importante: todo alimento, se oferecido de forma exagerada ao pet, pode causar problemas de saúde ao animal.

Deixe uma resposta