0
Shares
Pinterest Google+

cachorro-filhote-labrador-flor-rosa-amor-namoro-relacionamento-petrede

um cão como animal de estimação é semelhante a ter filhos, afirmam cientistas. As experiências emocionais vividas pela companhia dos cachorros são equivalentes às da , segundo aponta uma publicada na última edição da revista Hormones and Behaviour. As informações são do jornal britânico Telegraph.

Os pesquisadores descobriram que quando donos de cachorros brincam com os animais, liberam um hormônio ligado à sensação existente no cuidado infantil. Chamado de oxitocina, o hormônio está associado ao sentimento de , e , atenuando o e a .

A foi feita por estudiosos da Universidade de Azuba, no , que recrutaram 55 pessoas. Os voluntários tiveram os níveis de oxitocina da analisados 30 minutos após brincarem com seus animais de estimação.

Os cientistas também verificaram a influência do contato visual dos proprietários de cães na liberação do hormônio. Nos testes, metade dos voluntários permaneceu cerca de 20 minutos sem poder olhar diretamente para seus bichos, Em seguida, eles puderam olhar nos olhos dos seus animais.

Após o experimento, os cientistas constataram que o nível de oxitocina dos voluntários havia aumentado em cerca de 20% apenas dois minutos e meio após voltarem a ter contato visual com seus bichinhos.

Com base na avaliação, Takefumi Kikusui – que realizou a pesquisa em parceria com o biólogo Miho Nagasawa -, disse que um aumento no nível do hormônio poderia explicar porque brincar com cães pode melhorar o humor e até mesmo atenuar os sintomas de ansiedade e depressão.

Acredita-se que a oxitocina pode ter desempenhado um papel fundamental na domesticação de cães e lobos, cerca de 15 mil anos atrás. “A razão que me fez essa investigação é porque eu sou um grande amante de cachorros e senti que algo muda no meu corpo quando eu estou em contato com meu cão”, afirmou Kikusui.

“Talvez durante o processo evolutivo, seres humanos e cães tenham vivido juntos para compartilhar experiências sociais, tais como o contato visual e gestual. É por isso que cães podem adaptar-se à sociedade humana”, complementou o cientista.

Um estudo anterior descobriu que os seres humanos aumentam os níveis de oxitocina ao olharem para fotografias de pessoas queridas com mais freqüência.

Fonte: Terra

Comentários

Previous post

Deixe as folhas

Next post

Primeiros-socorros - Picada de inseto

5 Comments

  1. Muito interessante a matéria.  Só faltou dizer que esse hormônio (oxitocina) pode ser liberado pelo ser humano ao interagir com QUALQUER animal de estimação.  Ou não?  Se o hormônio é liberado qdo o ser humano vê fotos de pessoas queridas, isso significa que interagir com um animal querido libera o hormônio.  Ou não?  Interessante como as pessoas SEMPRE se esquecem dos demais animais de estimação, como se o cão fosse o único aceitável.  As experiências emocionais vividas pela companhia de gatos são igualmente intensas. Falo por experiência própria.  Portanto, no meu ponto de vista, o título seria: “Contato com animais de estimação – cães e gatos – libera hormônio ligado ao amor”.
    MIAUbraços decepcionados,
    Iridê
    Projeto SOS Felinos

  2. E, promover essa alegria é um dos trabalhos mais gratificantes que se pode ter. O Trabalho desenvolvido com cães como CO- Terapeutas, traz resultados incríveis na vida dos assistidos! Se quiserem conhecer melhor o trabalho, ou mesmo tornarem-se VOLUNTÁRIOS, fiquem à vontade para uma visita no nosso blog: http://www.pegadasepassos.blogspot.com
    Parabéns pela matéria!

  3. ilkamarques
    30/01/2009 at 15:52 —

    eu tive 2 infarto e depois disto ganhei um pinhterr q hj tem 4 anos melhorei mt minha saude tenho compania do meu filhote q nunca separa de mim dorme comigo comverssa comigo participa de tudo viajamos juntos somos felizes amo meu filhote

  4. suely bischoff machado de oliveira
    23/01/2009 at 13:06 —

    Olá Alexandre
    É bem provável que estes peludinhos eliciem alguns comportamentos diferenciados em alguns humanos. Contudo ,maiores investigações devem ser feitas no mundo científico. Mas o que se pode tirar de tudo isso, é simplesmente o fato ,destas criaturinhas serem maravilhosas e verdadeiros catalisadores de nossas emoções. É uma verdadeira troca afetiva (e aquí o sentimento de afeto e ou amor se enquadra) , onde sem sombra de dúvidas, algumas alterações hormonais podem se fazer notar. É a mesma coisa, quando você vê uma pessoa querida, o seu organismo vai responder de determinada forma e emitir sinais de bem estar ao cérebro . E quando você vê uma pessoa não tão querida, o seu organismo emite ao cérebro sinais de desagrado!É do conhecimento geral, de que ,animais fazem bem p/determinados casos de doenças nos homens , tais como , humor deprimido, ansiedade, TOC,síndrome do pânico,obsessões, estresse,fobias, crianças com paralisias, idosos, etc…
    abraços
    suely