0
Shares
Pinterest Google+

Olá, meu nome é Luana, tenho 17 anos, moro em Pouso Alegre – MG, vou contar a história da minha cachorrinha para vocês.

No começo do ano de 2005, foi meu primeiro aniversário aqui no meu novo bairro, vi uma cachorrinha toda judiada andando na rua e chegou aqui em minha casa vi que ela estava com fome e que estava com , então tratei dela e ela levou alguns pãezinhos para seus . Pegaram seus e ela veio aqui para minha casa pedir , ficamos com ela.

Foi assim que conheci a Estrela, batizamos ela com esse nome, ela veio pra cuidar da nossa casa e de todos nós, ela já mordeu muita gente que passou aqui em frente a minha casa, dizem que ela é traiçoeira, porque ela só morde as pessoas pelas costas.

Passados 5 anos, minha mãe deixou ela cruzar uma última vez porque pensávamos que ela não iria viver muito mais tempo, no dia 25 de março de 2010 seus filhotes nasceram ficamos só com uma e os outros foram doados.

No final no ano de scobrimos que ela estava com de mama, só que não tínhamos condições de pagar uma para ela, então deixamos. O foi crescendo e crescendo. Esse mês de março de 2011 conversei com a PetRede pelo Twitter e eles me disseram que se eu conseguisse arrumar um veterinário eles iriam fazer uma matéria sobre a minha luta, aqui esta ela…

Comecei a correr atrás de veterinários para tratar minha cachorrinha e não corri por muito tempo, Deus colocou uma pessoa abençoada em nosso caminho a Dra. Fabíola Vieira. Minha mãe foi até o dela conversar, falando que não tínhamos condições de pagar uma cirurgia que ficaria em R$ 320,00, ela pediu para levarmos a Estrela até ela, essa conversa foi no dia 11, e eu não perdi tempo no dia seguinte pedi para um amigo levar ela para mim.

Chegando lá no dia 12, conheci a Dra. Fabíola e o Dr. Theo, que foram muito atenciosos com a minha princesinha. A nossa conversa não foi muito longa, ela examinou a Estrela e gostou muito dela, então vendo que não tínhamos mesmo condições e que queríamos salva-la a Dra. Fabíola e o Dr. Theo marcaram a cirurgia dela para o dia 16 (quarta-feira), e pagamos por isso R$ 100,00, que era o custo dos materiais que eles usariam na cirurgia.

No dia de sua cirurgia que seria as 09:00 chegaram duas emergências e a Estrela entrou na sala somente as 17:30, eu e minha mãe voltamos para casa atordoadas porque não queríamos que ela dormisse lá e com medo de que ela não aguentasse pelo fato de ela ser muito velhinha.

A nossa preocupação passou, não totalmente porque ela ainda exige cuidados (medicamentos e observação), mas o importante é que ela está aqui conosco e viva.

Pessoas tão boas e abençoadas como a Dra. Fabíola e o Dr. Theo, tinham que ser divulgados e aplaudidos pois salvaram a vida da Estrela que é uma cachorrinha que vale ouro!

Agradeço também a PetRede que me ajudou a divulgar essa história e os veterinários que cuidaram da Estrela com tanto carinho.

Muito Obrigada!

Luana Andrade

Comentários

Previous post

Cães e gatos também sofrem com dores de ouvido

Next post

Justiça de SP determina que cachorro seja retirado de condomínio