0
Shares
Pinterest Google+

boxO pelos bichos de estimação vai longe. Uma senhora de 60 anos pagou nada menos do que R$ 59,4 mil (US$ 32 mil) para levar seu em um voo de quatro horas de a da aérea El Al na classe . Pela quantia, Rivkah reservou uma seção inteira do avião para acomodar seu cão, de “Orchuk”. Vários assentos tiveram que ser removidos para acomodar a jaula do cachorro.

“Nem por um minuto hesitei em deixar Or, meu querido Or, ser no de carga. Or está comigo há oito anos e quatro meses”, afirmou Rivkah ao israelense Haaretz. “Tudo o que importava para mim era ter meu bebê comigo durante o voo, para eu poder tomar conta dele. Ele é meu fiho, não um cachorro. Ele merece o melhor”, completou a mulher em ao jornal The Daily Telegraph.

A companhia El Al informou que nunca havia recebido um pedido como esse. “Mas depois da senhora explicar sua relação especial com o cachorro e se dispor a pagar mais para voar com ele, nós concordamos”.

Comentários

Previous post

Fuga de 6 mil visons destinados à indústria de pele gera caos na Grécia

Next post

Força G - Animais superinteligentes tentam impedir que um bilionário domine o mundo

No Comment

  1. suely bischoff machado de oliveira
    07/08/2010 at 12:42 —

    Olá
    Muito fofo e expressivo este cão boxer Orchuk.
    Considero os extremismos no comportamento humano pouco saudáveis.Tudo tem que ter 1 equilíbrio para funcionar bem e adequadamente.
    Mesmo em se tratando de um afeto de uma pessoa por um animalzinho.Devemos respeitar as emoções,mas não devemos amplificar as nossas atitudes com atitudes exdrúxulas e descontroladas.
    Com esta alta soma paga , 32 mil dólares, pelo exclusivismo no compartimento de um avião, esta senhora saiu dos trilhos.
    Ela bem poderia tb ajudar muitos animais que vivem precariamente, sem o mínimo necessário.
    Ter condições financeiras muito favoráveis, não significa necessariamente fazer uso indisciplinado destas.
    abs
    suely bischoff
    psicóloga
    atibaia-sp

  2. Maria
    18/08/2009 at 07:09 —

    Isso que eu chamo de falta de consciência!