Baratas de estimação? Este é um dos animais exóticos criados por moradores do DF

Fred Leão

Já imaginou criar insetos gigantes de estimação em casa? Há quem prefira os bichos diferentes aos animais comuns de se ter no lar, como cachorros e gatos. É o caso da veterinária de Brasília, Arêta Félix. Ela tem em casa baratas gigantes de Madagascar. Cada inseto tem aproximadamente o tamanho da palma da mão de um adulto. E não é apenas uma. São 100, no total. Elas vieram da cidade de Orlando, na Flórida (Estados Unidos), há três anos. A criação, para ela, é apenas um hobby.

baratas-gigantes-de-madagascar-petrede

— Sempre gostei de insetos, desde criança, Também já tive outros animais que não são convencionais, como aranha.

As baratas gigantes vivem em um terrário na casa de Arêta. A veterinária explica que elas comem frutas, verduras e uma mistura de cereais triturados, misturados com cálcio e água.

Além das baratas de Madagascar, Arêta cria também ratinhos. E não são hamsters comuns. A espécie é a dos hairless, um tipo que não possui pelos. Deste, ela possui 25. Os ratinhos também foram importados dos Estados Unidos.

Os bichinhos precisam de cuidados especiais. Por não possuírem pelos, eles são sensíveis a temperaturas baixas. Eles ficam em um cômodo, não têm contato com o piso da casa, que é frio e também não podem ficar expostos a correntes de ar.

Quem quiser ter um animal exótico em casa deve, entes de adquirir, conferir se a loja possui registro no Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos). O órgão concede um registro de criador amador ao interessado, que poderá criar animais e participar de exposições em feiras especializadas.

O analista ambiental do Ibama, Ramiro Martins Costa explica que são considerados exóticos os animais que não ocorrem em território brasileiro. No site do órgão, há uma lista dos bichos que não podem ser comercializados, devido ao risco de extinção.

Outro morador de Brasília que também gosta de um bicho diferente é Wesley Junqueira Lara. Ele comanda o grupo Case DF (Criadores de Animais Silvestres Nativos e Exóticos do DF) e tem uma jiboia que possui 1,80m de comprimento. O animal tem três anos de idade e já participou de diversas palestras e exposições.

Fonte: R7

Deixe uma resposta