0
Shares
Pinterest Google+

As primeiras da dos gatos remontam à de 5.300 anos atrás, confirma um novo .

Apesar de os antigos egípcios adorarem seus felinos, parece que os chineses foram os primeiros a descobrir o valor dos gatos. As descobertas, publicadas na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, apontam o antigo vilarejo de Quanhucun como o provável marco zero da domesticação de felinos.

“Pelo menos três linhas diferentes de científica nos permitem reconstituir a história da domesticação dos gatos”, afirma a co-autora do estudo, Fiona Marshall, professora de arqueologia da Universidade de Washington University em St. Louis.

gato-flores-petrede

“Nossos dados sugerem que os gatos foram atraídos para antigos vilarejos rurais por pequenos animais, como roedores que se alimentavam dos grãos plantados pelos fazendeiros. As evidências mostram que a aldeia de Quanhucun era fonte de para os gatos de 5.300 anos atrás. Esses felinos mantinham relações de comensalismo com os seres humanos e, mesmo que não fossem domesticados, os vestígios confirmam que viviam perto dos agricultores e que esse trazia mútuos”, explica.

gato_leiteOs pesquisadores analisaram oito ossos de pelo menos dois gatos, e descobriram que eles comiam grãos de painço cultivados no vilarejo, sendo que um dos felinos morreu em idade avançada. O outro consumiu uma quantidade tão grande de grãos que os pesquisadores suspeitam que ele tenha sido alimentado.

Os pesquisadores também descobriram que os fazendeiros combatiam os roedores, já que encontraram um ninho de ratos em um antigo celeiro de grãos, perto de potes selados para evitar o acesso dos roedores. Os fazendeiros provavelmente não demoraram a perceber que os gatos caçavam ratos e camundongos e, portanto, eram animais úteis para se ter por perto.

A análise de restos de cães e porcos revelou que esses animais também comiam grãos de painço, mas o mesmo não se aplica a um cervo encontrado no local. Os gatos podem ter criado um nicho para sobreviver em uma sociedade que prosperou graças ao cultivo extensivo de grãos.

Os felinos dessa época descendiam do gato selvagem do Oriente Médio, que pode ter sido o primeiro ancestral de todos os gatos domesticados de hoje. “Não sabemos se esses gatos vieram da China ou do Oriente Médio, se foram cruzados com espécies selvagens chinesas ou se os gatos da China desempenharam um outro papel na domesticação”, especula Marshall.

Previous post

Dicas para manter a boa saúde dos animais na fria estação

Next post

Seleção artificial provoca problemas cerebrais em cães domésticos

1 Comment

  1. Suely Bischoff Machado de Oliveira
    15/07/2014 at 13:17 —

    Olá. Muito interessante esta nova pesquisa sobre gatos e fazendeiros chineses. Na verdade os gatos são excelentes animais, mas são ritualistas, enigmaticos, desconfiados, perspicazes e como que escaneiam os humanos antes de se aproximar deles. Eles percebem as energias do humano. Veja só, tenho um gatil ao lado de meu consultorio, utilizo alguns como auxiliares terapeutas para crianças e cadeirantes. Eles funcionam muito bem como descarregadores de estresse e desfocam o humano de suas tristezas.Mas quando vem um paciente sob efeito de alguma substancia entorpecente, ou mesmo escondida no bolso, eles ficam bravos, pêlos eriçados, brigam entre sí e rosnam.Eles captam a energia do indivíduo. Assim já sei se o paciente esta com alguma substancia ou usou algo.
    Até mais e miausssssssssssssssss