Dono de gato desaparecido ameaçado com multa por afixar cartazes em Inglaterra

Quando um animal de estimação se perde, é habitual os donos colarem cartazes um pouco por todo o lado, desde postes de electricidade, árvores de jardim, muros e paredes de edifícios, numa tentativa de obter qualquer informação sobre o seu paradeiro. O que os donos nunca estão à espera é de serem ameaçados com o pagamento de uma multa. Mas foi precisamente isso que aconteceu, em Inglaterra, com Mike Harding, de 44 anos, no dia em que espalhou pela sua área de residência diversos cartazes pedindo informações sobre o seu gato, Wookie.

De acordo com o Daily Mail, este instrutor de condução recebeu um ultimato da Câmara de Bedforshire Borough, informando-o que se num prazo de 48 horas não retirasse todos os cartazes ficaria sujeito a uma coima de cerca de 1166 euros. Surpreendido, Mike viu-se obrigado a retirar os 20 cartazes para evitar o pagamento da multa, acusando as chefias da Câmara de falta de compaixão. Os cartazes resultaram de uma decisão desesperada de encontrar Wookie, o seu companheiro de quatro pata de sete anos, que desapareceu há cerca de seis semanas.

Mike Harding contou ao Daily Mail que recebeu um telefonema da Câmara a informá-lo de que tinha que retirar todos os cartazes. “Disseram-me que se lhes desse a minha morada me explicariam porquê e assim fiz”, referiu. “Foi quando me enviaram uma carta a dizer que poderia ser multado. Foi um choque”.

A autarquia justificou a sua atitude com o fato de os posteres poderem “danificar as árvores da cidade”. Um porta-voz explicou: “A nossa equipe do Departamento de Ambiente detectou mais de 20 cartazes de Mr. Harding sobre o seu gato desaparecido. Alguns estavam pregados em oito árvores. Além dos danos em árvores, afixar cartazes também é ilegal e pode resultar em multas até 1166 euros”.

Fonte: Os Bichos

Deixe uma resposta