Muitas apreensões e pouca conscientização

“Uma operação da Polícia Militar do município de Santo Estevão apreendeu mais de 60 pássaros silvestres em extinção na cidade vizinha de São Gonçalo dos Campos (distante a 108 km de Salvador), nesta sexta-feira, 8. Segundo o 4º Pelotão da 57ª Companhia da Polícia Militar, que começou as investigações na quarta, 6, os animais estavam em gaiolas e com sinais de maus-tratos.

apreensão são gonçalo dos campos telma lobão Muitas apreensões e pouca conscientização

Aves apreendidas em São Gonçalo dos Campos (BA) / Foto: Telma Lobão

Segundo a polícia, 35 aves estavam em gaiolas clandestinas em uma oficina de carros. Um suspeito foi detido, prestou depoimento e depois foi liberado. A polícia informou que encaminhou o processo ao Ministério Público (MP-BA).

Outros 30 pássaros foram localizados na zona rural do município, onde a polícia também encontrou uma fábrica clandestina que comercializava materiais para confecção de arapucas (tipo de armadilha usada para capturar aves e outros animais).” – texto da matéria “Operação apreende mais de 60 pássaros silvestres na Bahia”, publicada em 8 de novembro de 2013 pelo site do jornal A Tarde

Bastaram dois dias de investigação para que 60 aves fossem apreendidas e uma fábrica de arapucas fosse localizada. E, com certeza, se a Polícia procurar mais, vai encontrar.

Exige-se tanto dos órgãos de fiscalização, mas pouco ou quase nada do poder público quando o assunto é conscientização. Pode-se gastar milhões em inteligência, equipamentos e treinamentos pois, enquanto houver gente disposta a comprar, vai ter gente vendendo.

Investir em educação ambiental é muito mais barato e, no médio e longo prazos, mais eficiente.

Já passou da hora do poder público se tocar disso.

- Leia a matéria em A Tarde

Imagens: Ilustração/Divulgação/Reprodução/Internet

Veja Também:


Deixe a sua opinião