Por que o urso panda não come carne?

Apesar de ter o sistema digestivo igual ao de animais carnívoros, o panda gigante, diferentemente de outros ursos, tem uma dieta vegetariana. Em seu habitat, as florestas chinesas, ele se alimenta de brotos de 30 espécies de bambus. Como esta planta não é um alimento muito nutritivo, o panda precisa comer até 40 quilos do vegetal por dia.

petrede-panda-gigante

Apenas 1% de sua alimentação pode vir de ovos, insetos e pequenos roedores. Segundo pesquisadores da Universidade do Michigan, o panda gigante pode ter “perdido o gosto” pela carne no passado. Os animais têm uma versão inativa do gene responsável por receptores do sabor umami, o Tas1r1.

O umami, palavra japonesa para “delicioso ou saboroso” é o quinto gosto básico – os outros são doce, azedo, amargo e salgado. O umami está está presente nas carnes, algas e em temperos usados na culinária oriental.

Os cientistas descobriram que o gene que decodifica o sabor umami parou de funcionar nos pandas há 4,2 milhões de anos. Pesquisa com fósseis indicam que os ursos deixaram de comer carne e passaram a se alimentar de bambu entre sete e dois milhões de anos atrás.

Eles suspeitam que os animais passaram por mudanças ambientais que acabou com a disponibilidade de presas, que os obrigou a mudar de dieta para sobreviver. Quando houve a mudança, o genes Tas1r1 ficaram obsoletos e, sem ele, os pandas não quiseram mais comer carne mesmo depois que ela se tornara disponível de novo.

Mas os pesquisadores não sabem ainda explicar exatamente o que aconteceu primeiro: se a carne saiu da dieta do pandas ou o gosto por ela é desapareceu.

Fonte: Revista Galileu

2 opiniões sobre “Por que o urso panda não come carne?”

Deixe uma resposta