0
Shares
Pinterest Google+

As clínicas veterinárias e pet shops estão cada vez mais modernas. Tudo para garantir o melhor atendimento aos clientes especiais

Hoje, os bichos se tornaram praticamente membros da família, e os donos não poupam energia, nem dinheiro, para deixá-los bonitos e saudáveis. Por isso, as visitas são imprescindíveis. De acordo com o veterinário Ronivan Gobbi, da Clinicão, os proprietários procuram as clínicas em duas situações: levam os animais de estimação para de ou consultas veterinárias. “Quando os animais vêm aqui pela primeira vez é normal ficarem um pouco receosos, inseguros. Mas quando se acostumam e vem à clínica desde filhotes, é uma festa, eles adoram”, diz Roni.

Para atender animais de diferentes temperamentos, tamanhos e agressividade é preciso ter muita paciência e capacitação. Os funcionários das clínicas e pets têm contato diariamente com cães dóceis, mas também com outros mais exaltados. “Os têm que são usadas em cada situação. Felizmente podemos afirmar que 95% dos animais são extremamente calmos.”

Hora do e tosa
Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a hora do banho é uma alegria para cães e gatos. Para que o trabalho fique impecável, algumas raças precisam de uma atenção especial. “Principalmente com os de grande porte e agitados usamos uma guia para manter o animal parado. Nos mais brabos colocamos mordaças”, observa o veterinário. Depois do banho, os animais são secados. Tudo para garantir um pelo macio e brilhoso.

Como são muitos cães e gatos que passam pela clínica toda semana, o local precisa estar bem equipado para receber os clientes da melhor maneira possível. Na Clinicão Roni conta que os canis são separados, para cães e gatos.

“Podem ocorrer brigas, além disso, alguns animais chegam à clínica com ectoparasitas e não podem ficar próximos dos demais antes de passar por análise e serem tratados.”

A tosa mais comum é a padrão, mas tem também tosa com hidratação, cauterização e higiênica. Os animais também aproveitam o banho para cortar as unhas, fazer pintura nos pelos e uma consulta básica.

Os pets e seus clientes
Os veterinários atendem dois públicos muito exigentes: os animais de estimação e seus proprietários. “Os bichos são nossos clientes diretos, mas os donos não deixam de ser também, porque afinal eles depositam em nós toda a confiança para cuidar de seu melhor amigo. As clínicas precisam estar equipadas e contar com equipes qualificadas para suprirem as expectativas desse público”, enfatiza Roni.

Atualmente, quem possui um cão ou um gato como companheiro, quer dar a ele o melhor que existe no mundo pet. Para cuidar bem do animal, os donos deixam de investir em muitos bens de consumo. “É uma mudança de comportamento que valorizou o serviço feito nas clínicas e a função do veterinário”. Agora os gastos com os animais estão incluídos no orçamento da família.

Como a procura é grande, especialmente nos fins de semana, quando os donos querem deixar seus animais belos e perfumados, o melhor é agendar os horários. “A alegria dos proprietários quando veem os bichos todo arrumados é gratificante para nosso trabalho”, declara.

Saúde em dia
Animais bonitos e saudáveis; esse é o desejo de todo proprietário responsável. Por isso, as visitinhas às clínicas devem ser rotineiras. Além do banho e tosa — que não apenas uma questão de estética — os bichos precisam passar pelas vacinas e vermifugações. O dentário também não pode ser esquecido. “A maioria dos donos se preocupam com a saúde dos animais de estimação e os trazem para consulta logo que notam os primeiros sintomas. Há alguns que esperam o problema ficar grave, por isso, em alguns casos, não conseguimos salvar a vida do melhor amigo.”

Pensando nessa qualidade de atendimento, as clínicas investem também em equipamentos de ponta. Na Clinicão os clientes têm acesso a exames de laboratório, eletrocardiogramas, aparelho de Raio X, ultrassom e mielograma. “Os donos que realmente amam seus animais dão um jeito e conseguem o dinheiro para fazer os tratamentos necessários. E esse aparato todo é importante para garantir um diagnóstico seguro”, comenta o veterinário.

Os cães e gatos que ficam internados na clínica têm direito a receber a visita dos donos, que segundo Roni, conta muito no sucesso do tratamento. “O atendimento nas clínicas deve ser VIP para os animais, afinal, quando eles chegam aqui são tratados como pacientes, como se fossem nossos. O tratamento é mais que especial.”

Previous post

Ouriço é encontrado entalado em tronco de árvore no Reino Unido

Next post

Cão exibe 'língua gigante' em Cuba