Empreendedorismo no ramo envolve até creche

O empreendedorismo vai de vento em popa para o setor. Inclusive com pessoas mudando de ramo para resolver ganhar dinheiro com a variedade e a necessidade que o mercado dos animais de estimação está oferecendo.

Alexandre Carvalho é um exemplo. Ele trabalhava como designer numa agência de propaganda e largou tudo para abrir uma creche para cães e gatos, uma das únicas em Blumenau. Locou uma casa, colocou alguns produtos pet à venda e criou espaço para hospedar animais. É uma oportunidade para os donos que não querem deixar os bichos de estimação sozinhos em casa enquanto trabalham. Ou para a família que vai viajar e não quer transportar o bichano numa gaiola. Hoje são cerca de15 cachorros assíduos. A diária custa em média R$ 30 e a mensalidade para pemanência de segunda a sexta fica em torno de R$ 300.

– A ideia veio de grandes cidades, e o negócio já se sustenta com sete meses de funcionamento. Agora pensamos em escolher uma casa maior para poder atender ainda mais clientes – comemora.

O mesmo ocorre com Tássia Larisse Strithorst. Ela queria montar um negócio e há cinco anos investiu no ramo. Antes, tinha a Pet Chic no Shopping Hering. Hoje atende no Garcia e pesquisa em sites internacionais as tendências para o setor.

Deixe uma resposta