0
Shares
Pinterest Google+

A frase “como se fosse meu filho”, recorrente entre donos de animais de estimação para expressar o zelo com o , vale também para aferir comparativamente o quanto se gasta por mês para mantê-lo saudável. O com um pequeno cercado de cuidados pode facilmente ultrapassar R$ 300,00 mensais. Neste valor incluem-se , vacinas, tosas, banhos e acessórios, como roupinhas.

O valor sobe muito se, além das necessidades básicas do animal, somarem-se consultas ao , remédios, , , , roupas, camas e acessórios de .

Contra o argumento de que gastar com o bicho de estimação é , Ricardo Mangold, diretor da revista Papo de Pet, lembra que a despesa é muito maior quando o animal apresentar uma doença. Ele cita como exemplo gastos substanciais com remédios específicos para tratamento de cães afetados com doença nos ossos – . “Custa R$ 100,00. O básico não é ”, define.

A jornalista Priscila Merlino, também diretora da Papo de Pet, cita que só a pasta de dentes para cães custa R$ 42,00. Ela possui um casal de maltêses de 3 anos e os animais freqüentam sessões no pet shop semanalmente. O kit para os cuidados semanais inclui escovação dos dentes, xampu específico para cada pelagem, corte de unhas e penteado.

Mangold compara que uma ração de qualidade equivale a um quilo de carne filé mignon, atualmente na faixa dos R$ 18,00. O quilo da ração sai por R$ 22,00, entretanto dura um mês para animais pequenos. Para ele, o valor da ração não é nada se comparado ao bem-estar proporcionado ao animal que consome alimento de altíssima qualidade.

A moda também tem seu preço no mundo pet. Coleiras, peiteiras e jóias de alto padrão são adereços que completam o mundo fashion dos animais. No desfile do 1.º Pet Fashion, ocorrido em Bauru no último domingo, um cão da raça whippet desfilou com peças produzidas por uma empresa do Rio Grande do Sul. O animal é do casal de médicos veterinários Daniele Scandolara Gonçalves e José Eduardo Roselino Ribeiro, que cria cães das raças whippet, bulldog inglês e shih-tzu em um canil, em Arealva, desde 2002.

O casal também possui uma fábrica de produtos voltados para pets. No portfólio da empresa, estão colchões, almofadas, camas, pet sleep, edredon, sacolas bags para levar os animais, mochila canguru, entre outros produtos. Conforme o esteticista canino Johnny Herbert Franco, está muito na moda transformar o animal. Um dos recursos é pintar a pelagem com tinta especial. Ao custo de R$ 40,00, um cão da raça poodle pode sair com cara de ursinho panda, o “dog panda”.

O cuidado com cães e gatos evitaria a prática do abandono quando o bicho de estimação fica doente ou velho. Os animais têm o poder de cativar toda a família: pais, filhos, avós, tios, tias, primos, amigos e parentes se juntam quando o assunto é o animal preferido. Esse pode ser o ingrediente responsável pelo “boom” do setor denominado pet. A revista especializada Papo de Pet e os sites como www.maniadecao. com.br e www.orkutcao.com retratam o interesse em conhecer esse universo, que só tende a crescer.

Fonte: www.jcnet.com.br
Manter animal pode custar tanto ou mais que um filho foi modificado pela última vez: julho 1st, 2014 por Alexandre Domingues
Anterior

Equipamentos tecnológicos garantem conforto de bichos de estimação

Próxima

Lava rápido para cães e gatos

  • PW

    eu achu q em vez de gastarem tantu com esses animais deveriam gastar com as nossas crianças, q serão nosso futuro, não esses simples animais irracionais. Adote,e gaste mais com esse novo filhu, do q com esses animais…

  • Olá
    O que realmente importa é o respeito, a troca afetiva,o amor,a alimentação, cuidados com a higiene,etc, que um ser bípede pode dispensar a um peludinho ou mesmo um emplumadinho seu.Não devemos permitir que o nosso comportamento beire às raias do exagero, do absurdo,da inadequação.Devemos sim respeitar o animal.
    att
    suely bischoff machado de oliveira
    psicóloga
    atibaia