Mercado pet deve faturar 11 bilhões em 2011, diz pesquisa

O mercado de para pets deve alcançar um faturamento de R$ 11,26 bilhões em 2011. A previsão é da pesquisa “Estudo Pet Brasil”, realizada pela Gouvêa de Souza e aponta para um crescimento de 4,5%, em comparação a 2010, quando o setor movimentou R$ 10,14 bilhões. Foram entrevistados, durante o levantamento, donos de animais, das cidades de Recife, São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre, além de veterinários e distribuidores.

Os cães são a maioria entre os animais de estimação (73%), seguidos pelos gatos (24%), aves (14%), peixes (6%) e outros (2,5%). As mulheres representam 60% dos donos de animais e os homens, os 40% restantes. A faixa etária que mais possui bichos de estimação está entre 35 e 44 anos (33%), a frente do grupo de 25 a 34 anos (31%). As pessoas entre 55 e 65 anos respondem por apenas 8%, enquanto a faixa mais jovem, de 20 a 24 anos, tem participação de 14%.

Os produtos para cães detêm a maior parte do mercado, tanto nos (56,5%), quanto nos supermercados (62,6%). Os oferecem a maior parte dos serviços para animais (76,5%), enquanto os supermercados aparecem apenas com 2% na categoria. Nos dois canais, os brindes e amostras grátis sãos as ações mais relevantes para os nos pontos de venda, com índice de importância de 96% para os supermercados e 89,2% para os petshops. As ilhas de produtos apresentam a menor eficácia nos dois canais, respondendo por 25,5% nos petshops e 34,7% nas redes de varejo.

Os pontos de venda são o principal meio para adquirir produtos, mencionado por 92% dos consumidores. Já o telefone foi lembrado por 24% dos participantes, enquanto a internet aparece com apenas 5,5%. O estudo avaliou que a frequência de compra dos donos de gatos é semanal, enquanto o intervalo para os donos de cães é mensal.

A pesquisa aponta também uma oportunidade para as marcas criarem canais de comunicação com os veterinários. Um total de 44% dos sente falta de informações técnicas por parte da indústria e 61% afirmam que gostariam de receber a visita de representantes para apresentar novos produtos. Já a criação de um canal direto com os fabricantes com informações sobre lançamentos é mencionada por 65% dos veterinários.

Imagens:
Autor: Cláudio Martins
Fonte: Mundo do Marketing

Comentários

, , ,