0
Shares
Pinterest Google+

Quer ter um cachorrinho de estimação, mas não sabe qual poderia se adaptar melhor à sua casa e à sua ? A médica-veterinária Gisele Tobias Soares tem dicas importantes para ajudá-lo na escolha.

– Quando o cachorrinho chega em casa, precisa ter certos , definir qual vai ser o lugarzinho dele e ser muito paciente para ensiná-lo a fazer xix e coco. Não é de cara que os cachorrinhos aprendem a tudo isso.

A especialista visitou o estúdio do Hoje em Dia (Record), com filhotes de cachorro bem diferentes.

Em conversa com os apresentadores do programa, Gisele lembra que cãezinhos adoram controles remotos, pilhas, sapatos. Tudo o que for das pessoas que convivem com o animalzinho é considerado interessante – não apenas os brinquedos dele.

– Também é preciso atenção com escadas e outros locais que possam provocar acidentes.

Já Edu Guedes, que por muitos anos teve cães da raça boxer, conta que esse animal tem bastante energia para gastar.

– Ele pula bastante, brinca, corre. Mesmo quando é filhote, se movimenta bastante. Apesar de dormir muito nessa fase da vida.
Dormir muito enquanto se é filhote, aliás, não é problema, ensina Gisele.

– Tem gente que fica preocupada, mas é que eles gastam muita energia. Certos cachorros dormem quatro horas seguidas e, depois, a noite inteira. Como neném.

Outra preocupação comum a quem quer adotar um cachorro diz respeito aos latidos. É aí que os donos, segundo Gisele, precisam saber agir.

Espaço ideal
A veterinária explica que, em geral, cães de porte pequeno – como maltês, shih-tzu, chihuahua – não precisam de áreas muito grande para viver bem.

– É que eles não precisam praticar tanta . Ficam muito bem em .

 

Anterior

Pet geração saúde

Próxima

Animais idosos não perdem neurônios