0
Shares
Pinterest Google+

Uvisa recebeu 500 microchips para utilizar em animais da população carente.

O Núcleo de Controle de Zoonoses (NCZ), de Americana, juntamente com as ações de combate à leishmaniose, iniciou um trabalho de intensificação da fiscalização quanto à microchipagem animal, exigência determinada pela Municipal nº 4.547, que criou o de , Controle e dos Animais.

Dos 139 examinados,  na Vila Jones, 58 não tinham a identificação eletrônica, e seus donos receberam uma notificação para que providenciem o equipamento dentro de 10 dias.

A Unidade de Vigilância em Saúde (Uvisa) recebeu 500 microchips que serão utilizados em cães, cujos donos não têm condições de pagar um particular para implantar o equipamento no animal. Cerca de 400 pessoas procuraram as unidades básicas de saúde e já se cadastraram no programa.

Aquelas que possuem isenção de IPTU ou estão inscritas no Bolsa Família ou em outro programa social serão atendidas primeiramente e serão contatadas, em breve, por técnicos da Secretaria de Saúde. Quem não se enquadra nesses pré-requisitos, passará por avaliação socioeconômica.

A Lei do Estatuto de Defesa, Controle e Proteção dos Animais foi criada em novembro de 2007 e estabeleceu, entre outras coisas, a identificação eletrônica de cães, , e animais e , até o terceiro mês de vida.

Entre as informações do animal, registradas e armazenadas no , estão número do , nome, sexo, raça, cor, idade real ou presumida, data das últimas vacinações e nome do veterinário responsável, nome do dono, qualificação e números do CPF e RG.

Fonte: www.portalnovidade.com.br
Americana intensifica fiscalização de microchipagem animal foi modificado pela última vez: junho 27th, 2014 por Alexandre Domingues
Anterior

Mecânico é salvo por pitbull no Espírito Santo

Próxima

Seu pet tem valor comercial? Cuidado!

  • Nina

    Vcs acham mesmo que com 500 microchips vão conseguir salvar muitos mais muitos cães de famílias carentes? e que tbem não tem dinheiro pra castrar? Isso é um ciclo vicioso!! Na verdade esse negócio de microchip é uma tremenda de uma máfia , porque nem a zoonoze nem a vigilância sabem responder nada e falam de uma ONG que vc liga, liga cansa de ligar em um telefone celular que nunca atende vc deixa recado e nunca é respondido, e não tem nenhuma mensagem falando que é uma ONG um ABSURDO, uma indignação o povo já sofre com a cidade que está horrível e impostos cada vez mais altos e agora isso? Ah aí tem…com certeza!!!!