0
Shares
Pinterest Google+

– Levar o animal de estimação para o local de aumenta a e diminui o absentismo (estado em que um ou mais indivíduos faltam a algum compromisso periódico, como o trabalho), revela um norte-americano. Em Portugal ainda não é generalizado, mas há já que promovem esta parceria cinotécnica.

O estudo, divulgado no início deste mês, é da autoria da Associação Americana de Produção de Produtos para Animais (APPMA, na sigla em inglês) e revela que ter um animal no local de trabalho aumentou a produtividade laboral em 73 por cento das empresas que participaram, ao mesmo tempo que ajudou a combater o absentismo.

As empresas que participaram autorizaram que os seus levassem para o local de trabalho os seus cães, gatos, peixes, répteis e pássaros.

“Pelas nossas funções, acabamos por estar mais ligados a determinados negócios e interagimos com um determinado grupo de pessoas e isso desaparece totalmente a partir do momento em que nós trazemos um animal de estimação. Pessoas a quem dizíamos bom dia e pouco mais, acabamos por parar e ficar conversando alguns minutos, ficamos a nos conhecer bem melhor e sem dúvida que assim se estabelece uma relação humana tendo por base os animais de estimação”, explica Paulo Lopes, dono de uma Dogue Alemão, cuja empresa onde trabalha promove a “Petweek” (semana do animal de estimação).

A “Petweek” é uma iniciativa de uma empresa multinacional presente em Portugal que incentiva a que, durante uma semana por ano, os seus trabalhadores levem os animais de estimação para o local de trabalho.

Para Marta Amaro, funcionária na mesma empresa, a Nestlé, os benefícios de poder levar o Caco, um Labrador castanho de quatro anos, para o emprego são evidentes.

“Por um lado pela interação com os colegas, a curiosidade dos colegas que não têm animais de estimação, partilhamos com os nossos colegas o nosso animal de estimação, incentiva-se o convívio entre os colegas, as pessoas tornam-se mais dinâmicas, proporciona esse bem-estar comum e acabamos por trabalhar ainda mais contentes porque acaba por ser mais interativo e gerimos melhor o nosso tempo”, defendeu.

Helena Carvalho, outra funcionária e dona de uma Cocker Spaniel preta e branca, lembrou que estar descontraída no local de trabalho “traz sempre benefícios”.

“Acabamos todos por ter de trabalhar sete dias por semana, sete horas ou mais por dia e quanto melhor estivermos, mais bem dispostos, mais descontraídos no ambiente de trabalho, a nossa produtividade será sempre maior e é de realçar também a melhoria no relacionamento entre as equipes”, sublinhou.

O estudo norte-americano mostrou também que esta parceria cinotécnica traz igualmente benefícios para a saúde como a redução da pressão arterial, menos índices de stress e a melhoria da saúde mental e física. Todas as empresas participantes concordaram que os animais acalmavam os empregados.

Fonte: Sol
Anterior

Atenção aos problemas de pele dos pets

Próxima

Por que não consigo treinar meu cachorro?