Animais na praia podem gerar multa

As Secretarias de Saúde e Meio Ambiente de Balneário Camboriú realizaram um encontro para debater a situação dos animais que freqüentam a praia central da cidade. Uma lei municipal proíbe a permanência de cães e gatos na areia da praia, porém a medida por muitas vezes é descumprida.

mantovani_praia

Os proprietários de animais de estimação deverão evitar a presença destes nas areais da praia. Durante a semana, os funcionários da Central de Controle de Pragas Urbanas (CCPU), da vigilância de Saúde, intensificaram a fiscalização para evitar o descumprimento da lei. Quem for flagrado portando um animal na área proibida poderá pagar multa que varia sobre o tipo de animal e quais riscos ele poderia acarretar à população.

O secretário do Meio Ambiente do município, André Ritzmann, explica que a fiscalização deveria ser mais atuante na praia central. Por este motivo as Secretarias realizam esta parceria para garantir o cumprimento da lei. O secretário salienta ainda que um centro de zoonoses seria ideal para tirar os cachorros abandonados das ruas da cidade. Quando alertados os proprietários de animais de estimação prontamente retiram os cães ou gatos das áreas consideradas impróprias para a permanência. Ritzmann explica que em caso de violência a policia poderá ser notificada.

A presença de cães e gatos na areia pode causar sérios danos à saúde da população. As fezes e urina dos animais podem espalhar doenças como toxoplasmose, micoses e sarna. Os funcionários da Saúde estão distribuindo panfletos explicativos aos donos de animais. Os agentes de Saúde também pretendem conscientizar a população que passeia com os animais no calçadão da praia central. A orientação é para que os proprietários de cães carreguem sacolinhas para depositar as fezes dos animais.

Fonte: Jornal Tribuna

Deixe uma resposta