Animais também sofrem com o calor excessivo

Não são apenas as pessoas que estão sofrendo com o calor que está fazendo em Pernambuco. Os animais também estão passando sufoco com o clima.

A médica veterinária Mirella Colaço, do hospital veterinário da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), deu algumas dicas para cuidar dos animais de estimação.

“O animal não transpira como nós, que transpiramos pela pele. Eles fazem isso através da língua e, por isso, é muito comum encontrar os animais ofegantes. O pelo preto piora, e se o animal for obeso também é ruim. A gordura é isolante de temperatura. O ideal é sempre deixar os bichos em um lugar mais fresco, e sempre oferecer água fresca e lima. Se possível, colocar dois potes para ter opção”, falou.
cachorro-derretendo-de-calorCertos aspectos que parecia ser apenas para os humanos, também são aplicáveis nos animais. “Também é importante pôr protetor solar no nariz dos cachorros e gatos, sempre que for passear com eles. Aparar o pêlo também é necessário”, disse.

Os que tiverem dúvidas, e quiserem levar seu animal até o hospital veterinário da UFRPE, podem fazer isso nos seguintes horários: das 8h até 12h e das 14h até 17h.

Comentários

Você pode gostar...