0
Shares
Pinterest Google+

cachorro-cigarro-fumaca-petrede

Conclusão de pesquisadores saiu em revista especializada. Fumo passivo está ligado a várias doenças de animais de estimação.

Se eles não param de para salvar a si próprios, que tal fazê-lo pelo bom e velho Totó?

Uma nova pesquisa sugere que donos de animais de estimação que não pensam em parar de fumar podem se tornar motivados a isso quando informados de que seus animais podem ser afetados ao inalar a fumaça passivamente.

“Os donos de animais de estimação nos são muito devotados a seus bichos,” escreveram os pesquisadores, comandados por Sharon Milberger do Sistema de Henry Ford, em Michigan. O aparece na publicação americana “Tobacco Control”.

A fumaça passiva foi associada a uma variedade de problemas em animais de estimação, incluindo linfomas em gatos e câncer nasal ou pulmonar em cachorros, dizem os pesquisadores. Também se descobriu que pássaros de gaiola sofrem de efeitos daninhos.

Para o estudo, eles conduziram uma pesquisa online por seis meses que obteve respostas de 3.293 donos de animais de estimação, principalmente em Michigan. A pesquisa foi divulgada, entre outros lugares, em petshops e na Sociedade Humanitária de Michigan. No total, segundo a pesquisa, 27% dos respondentes tinham pelo menos um na residência.

Entre os que fumavam, 28% disseram que saber que estavam colocando seus animais em risco os faria tentar parar, e quase 19% não permitiriam em casa. Quarenta por cento expressaram interesse em informações sobre e como parar de fumar.

As descobertas significam que deveriam tentar atingir fumantes em clínicas veterinárias, petshops e locais similares.

“Esta nova fonte de motivação poderia ser particularmente forte para fumantes que moram sozinhos na companhia de seus animais,” diz o estudo.

Fonte: G1
Anterior

Conviver com animais de estimação melhora a saúde

Próxima

Seu cão tem medo de barulho? Você pode ajudar!