0
Shares
Pinterest Google+

viagem-cachorro-passaporte-aviao

Os donos que não conseguem desgrudar dos animais de estimação nem mesmo na hora de ganharam uma ferramenta que promete facilitar a liberação dos bichinhos nos passeios. Quando entrar em vigor, o Passaporte para Trânsito de Cães e Gatos será emitido gratuitamente pelo , Pecuária e Abastecimento (Mapa), e reunirá em um só documento todas as necessárias para que os animais possam transitar com segurança.

O passaporte é opcional e vale para viagens internacionais e nacionais, mas apenas animais que tiverem o microchip de identificação poderão receber o documento.

O nº 7.140, que institui o uso do passaporte, entrou em vigor em 30 de março, mas ainda aguarda regulamentação. O objetivo é que os donos economizem tempo e dinheiro, considerando que o documento só será emitido uma vez e valerá por toda a vida do animal.

Informações essenciais, como o teste de titulação dos anticorpos da , a carteira de vacinação e o Certificado Zoosanitário (CZI) – que antes eram adquiridos em papéis diferentes – ficarão somente no documento.

O passaporte será individual e intransferível e deverá conter informações como nome e endereço do dono, do bichinho no Regional de Veterinária (CRMV) e exames exigidos pelos de .

O ministério vai divulgar em sua página na internet (www.agricultura.gov.br) a lista de países que aderiram ao modelo brasileiro de passaporte – o trânsito entre esses destinos também será livre de .

O decreto que institui o documento prevê ainda que o animal receberá, obrigatoriamente, uma identificação eletrônica: um microchip do tamanho de um grão de arroz, a ser implantado no corpo. Apenas clínicas veterinárias cadastradas podem realizar o implante, que custa entre R$ 70 e R$ 100, e vale por toda a vida do animal.

O veterinário Paulo Henrique Cândido que alguns cuidados não devem ser dispensados pelos donos que levarem os bichinhos em viagens: o animal deve estar com as vacinas em dia e deve estar em para não ter problemas.

De acordo com a coordenadora substituta do Sistema de Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro), Rogeria Oliveira, caso o dono opte por não ter o passaporte, o será o mesmo de antes: requisitar a emissão do CZI, que será cobrado sempre que se sair do país, e do Sanitário para Cães e Gatos, toda vez que se ingressar no Brasil.

Embora a lei tenha entrado em vigor, o passaporte ainda não está disponível. Enquanto isso, os animais que viajarem para o Exterior deverão estar acompanhados do CZI para serem aceitos nos países de destino.

Fonte: Donna
Anterior

Gato mais feio da Inglaterra procura nova casa

Próxima

Australiana luta com cobra de 3 metros para salvar cadela de estimação

  • VICENTE

    verdadeiro calvario nao entra em vigor, nao tem prazo para entrar e nos donos de lindos animalzinhos de estimaçao sofremos para leva los conosco
    mas tudo bem o amor que a gente tem por eles rompe qualquer barreira
    vou me matar mas levo minha querida puppy [poodle toy ] para a disney
    e mais vai dentro da cabine com a gente torçcam pra nos