0
Shares
Pinterest Google+

petrede-gato-gordo-obesoO de vida e alimentares de homens e mulheres pode interferir diretamente na dos animais de estimação. A , considerada uma questão de pública, além de afetar milhões de pessoas também atinge cães e gatos.

Por serem considerados membros da , os pets acompanham o alimentar de seus donos. As guloseimas (biscoitos, petiscos, restos de comida) — dadas aos animais como se fossem presentinhos — contribui para o aumento de .

Assim como em humanos, a obesidade em pets é resultado de um desequilíbrio entre o consumo e o gasto de energia. Ou seja, a ingestão de calorias provenientes da dieta é superior a sua queima.

A doença pode acarretar diabetes, câncer, problemas articulares, respiratórios, de pele, menor expectativa de vida, entre outros.


A maioria das pessoas não reconhece o excesso de peso em seus animais e por isso não procuram um médico veterinário. O reconhecimento da obesidade e sobrepeso em pets pode ser feita pelos proprietários de duas formas:

Animais de raça pura: mediante o registro e acompanhamento de peso ao longo do desenvolvimento do animal após alcançar a vida adulta – esta medida é adotada principalmente nos cães e gatos que apresentam raça pura, onde o peso pode ser comparado ao peso padrão da raça.

Animais “Vira — Latas”: grande parte da canina e principalmente os felinos não possuem uma raça pura, são os famosos “vira-latas”. Nestes casos o método mais prático para avaliar o excesso de corporal presente é a palpação do tórax e abdômen inferior do animal.

Em um cão ou gato muito magro, as costelas e as vértebras da coluna são visíveis e facilmente palpáveis. Em um animal com peso adequado é possível sentir as costelas sem muita dificuldade. Por outro lado, cães e gatos que apresentam sobrepeso ou são obesos possuem acúmulo de gordura sobre as costelas, sendo difícil sua palpação, além disso, quando observados de cima, perdem a cintura, ou seja, não há uma “curva” entre o tórax e o abdômen. Cães tendem acumular gordura na região da base da cauda e gatos na região inguinal (parte da frente das patas traseiras).

Fonte: Click RBS
Cães e gatos também podem sofrer de obesidade foi modificado pela última vez: agosto 28th, 2013 por Alexandre Domingues
Anterior

Aprenda a educar seu cachorro bagunceiro sem precisar de aulas profissionais de adestramento

Próxima

Você sabe qual é o animal mais pesado que consegue voar?