0
Shares
Pinterest Google+

No interior de São Paulo, um cachorro dá um exemplo prático de como a inteligência destes pets pode ser útil ao ser humano através do . Já conhecidos por servirem de condutores para pessoas com deficiência visual e outras atribuições como auxiliar a a encontrar drogas nos aeroportos, os cães adestrados se mostram muito mais versáteis do que se imagina.

O novo aliado de um jovem que sofre com hidrocefalia no município de Sertãozinho. O cão, chamado Zulo, foi para latir toda vez que o seu dono começar a convulsionar, assim a família poderá salvar o garoto a tempo. A entrega do canino à família foi feita em Franca, durante uma solenidade preparada pela polícia militar.

O de Zulu foi conduzido durante oito meses por um policial militar especializado, que estudou o assunto durante dois anos antes de trabalhar com o , o primeiro no Brasil preparado para dar alertas a respeito de convulsões.

Saiba os detalhes da história no vídeo:

Fonte: R7
Anterior

Zooterapia ganha adeptos em Manaus

Próxima

Mulher passa 12 dias na UTI após contrair doença de calopsita em São José dos Campos