0
Shares
Pinterest Google+

Mais de quatro mil anos depois do auge de sua civilização, o Antigo continua revelando surpresas aos arqueólogos. Na exploração de um labirinto de túneis subterrâneos em Saqqra (), pesquisadores da Universidade de Cardiff, País de Gales, encontraram mais de seis mil restos mortais de animais .

A maioria dos animais eram cachorros e chacais, alguns dos quais pareciam ser quando morreram e foram mumificados (alguns com menos de um dia de vida). Os arqueólogos chamam essa descoberta de “Catacumbas Caninas”. As primeiras descobertas de cães mumificados aconteceram no século XIX, mas não se imaginava que houvesse tantos e tão variados animais ainda ocultos. Estima-se que haja mais de 8 milhões de chacais e cachorros, no total, e as investigações continuam.

Essas mumificações caninas, segundo os arqueólogos, fazem homenagem a Anubis, o deus dos mortos, que teria uma cabeça de chacal. As catacumbas descobertas recentemente datam de 747 a.C a 730 a.C. O local escolhido, que hoje em dia está próximo à cidade de Saqqra, era a antiga capital do Egito Antigo, Mêmfis.

Autor: Bruno Calzavara
Fonte: HypeScience
Cientistas descobrem animais mumificados no Egito foi modificado pela última vez: janeiro 7th, 2014 por Alexandre Domingues
Anterior

Ação urgente: experimentos em animais na PUC-Sorocaba

Próxima

Cães e gatos entram na central de Fukushima