0
Shares
Pinterest Google+

“A Polícia Militar Ambiental de Bebedouro (SP) apreendeu na tarde desta terça-feira (16) 21 aves silvestres mantidas em cativeiro na casa de um morador do município. A ocorrência foi registrada durante patrulhamento rural. Os animais foram encontrados em gaiolas de arame e madeira. O suspeito confessou à polícia que não tinha autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para criar as aves em casa.” – texto da matéria “Polícia Ambiental apreende animais silvestres em cativeiro em Bebedouro”, publicada em 16 de abril de 2013 pelo portal G1

A notícia poderia ser apenas mais uma, afinal apreensões de animais ocorrerm diariamente no Brasil. Mas ela não passou despercebida por causa da foto.

Gaiolas com animais amontoadas na caçamba / Foto: Divulgação PM Ambiental SP
Gaiolas com animais amontoadas na caçamba / Foto: Divulgação PM Ambiental SP

Essa é realmente a forma correta de transportar as aves? Alguém pensou no estresse ou no risco de algo bater nos animais durante o trajeto? Será que alguém verificou as condições de saúde e hidratação das aves ainda no local da apreensão?

Quando as apreensões envolvem animais durante o transporte por traficantes, a situação é ainda mais grave, com a saúde dos animais bastante fragilizada. É exatamente no pós-apreensão que há altos índices de mortandade.

Essa falta de cuidado ocorre em todos os órgãos de fiscalização brasileiros. Não é exclusividade da Polícia Militar Ambiental de São Paulo. Se alguém souber de alguma instituição do poder público que tenha infraestrutura para atender, imediatamente após a apreensão, os animais, com gente capacitada e bem equipada, por favor informe o Fauna News. Queremos conhecer e divulgar.

– Leia a matéria completa do portal G1

Anterior

Mercado pet já movimenta R$ 14,2 bi no Brasil

Próxima

Serviços diversificados marcam a vida de 'bon vivant' no mundo pet