0
Shares
Pinterest Google+

Pintou aquela vontade de e você resolveu levar seu amigo pet junto. E agora? Alguns cuidados precisam ser tomados, seja qual for o seu , e para isso preparamos algumas para tornar sua ainda mais agradável junto com o seu bichinho. Pensando nisso, a loja virtual Meu Amigo Pet preparou algumas dicas para ajudar o dono a ter uma tranqüila com o seu bichinho de estimação.

petrede-gato-dentro-da-mala-de-viagem

1. Antes de viajar: Faça uma visita ao seu veterinário de confiança, para que ele possa checar as e seu bichinho por completo. Animais com menos de 4 meses que ainda não completaram a vacinação só devem viajar em caso de necessidade, assim como pets idosos, cujas condições de saúde sempre requerem cuidados especiais. Também é importante ter o telefone de um médico veterinário da cidade para a qual está indo, para casos de .

Assim como nós, os animais também precisam de uma mala para levar alguns itens essenciais, como comedouros, jornais, potes de água, toalhas e caminha de dormir, além da ração que estão habituados a comer, para não correr o de não encontrá-la no local de destino.

2. Viajando de carro: Antes de pegar a estrada, procure não alimentar seu bichinho de estimação por cerca de 4 horas. Para água, a regra deve ser de uma hora antes. No caso dos felinos, o jejum precisa ser de 2 horas. Essa atitude costuma minimizar as chances de enjoo, mas caso queira dar algum medicamento para evitar qualquer mal-estar, procure um veterinário.

A temperatura corpórea dos animais costuma se elevar muito em ambientes fechados, por isso programe-se para viajar nos horários mais frescos (de manhã cedo, final de tarde ou à noite). Caso o animal nunca tenha andado de carro, o ideal é dar algumas voltas nos dias que antecedem a viagem, assim a adaptação será mais rápida.

Nunca viaje com o animal solto dentro do carro, pois essa situação pode causar um acidente. Assim como nós, os bichinhos também precisam usar cinto de para viajarem protegidos. Esses cintos são fáceis de encontrar e não são caros. Você ainda pode usar uma cadeirinha para cães para dar maior conforto ao seu pet.

No caso de gatos, mesmo os mais calmos podem ficar muito agitados em ambientes estranhos. Use sempre uma caixa de transporte segura e com boa ventilação forrada com jornal. Essas recomendações atendem às normas estabelecidas pelo Novo Código Brasileiro de Trânsito, que prevê multas e apreensão do animal durante a viagem, além da perda de pontos na carteira de habilitação, caso as normas de segurança não sejam respeitadas.

Durante o caminho, leve sacolas de plástico e jornais para que possa limpar alguma sujeira no carro, mas lembre-se de que seu bichinho também precisa “esticar as pernas”, por isso procure locais de parada seguros e o deixe caminhar um pouquinho. Apenas não se esqueça de usar a coleira e de dar um pouco de água para hidratá-lo.

3. Viajando de avião: Os cães e gatos viajam bem de avião, porém é importante informar-se sobre as exigências da companhia aérea escolhida. Além de ser necessário apresentar o atestado de saúde e o certificado de vacinação antirrábica, que poderá ser fornecido pelo seu veterinário, é fundamental que a reserva seja feita com antecedência, pois as empresas aéreas possuem um limite para o transporte de animais por voo. Algumas empresas aceitam transportar animais de porte pequeno na cabine junto ao dono. Os pets maiores viajam no compartimento de malas e o peso é cobrado como excesso de bagagem.

Algumas companhias aéreas exigem que o animal seja sedado antes do voo, por isso consulte seu veterinário para que ele informe a dose de tranquilizante necessária.

Também é importante que você coloque um cartão de identificação no pescoço de seu parceiro, contendo o nome do responsável, telefone e endereço, para que ele não corra riscos de se perder em caso de emergência.

4. Chegando ao destino: Alimente seu amigo pet assim que chegar, mas sem exageros. Cães e gatos são muito sensíveis a mudanças, então procure manter a mesma rotina com seu animalzinho, para que ele não estranhe muito o local de destino e se acostume mais rápido.

O principal antes de cada viagem, seja ela de carro ou avião, é transmitir segurança e conforto ao seu melhor amigo, para que ele se sinta bem durante todo o percurso. Com essas pequenas ações, seu animalzinho poderá aproveitar muito mais cada momento junto com você. Agora é só arrumar as malas e partir para o destino escolhido. Boa viagem!

Fonte: Segs
Anterior

Calopsita mansa - como comprar

Próxima

A maldade no coração das pessoas em forma de merengue