DNA de cocô contra quem não tem educação

A cidade israelense de Petah Tikva está usando análise de DNA de fezes de cães para punir os donos dos animais de estimação que não recolherem os dejetos dos animais das ruas.

Um programa experimental de seis meses foi lançado em Petah Tikva, subúrbio de Tel Aviv. Os donos de animais de estimação devem levar os bichos para um veterinário, que colherá amostras de DNA da saliva dos cães.

A partir das amostras, o município vai criar um banco de dados com o código genético de todos os bichos, para comparar com o resultado da análise das fezes encontradas nas ruas.

Donos de cães também poderão recolher as fezes e depositá-las em lixos especiais nas ruas. O material recolhido nestas latas também será analisado, e os donos vão receber prêmios como cupons de desconto para comida para cachorro e brinquedos para os bichinhos de estimação.

Já as fezes recolhidas nas ruas poderão servir para punir os donos dos animais com multas.

“O objetivo é envolver todos os cidadãos nessa campanha, e mostrar a todos que podemos deixar nossa cidade mais limpa”, afirma Tika Bar-On, veterinária-chefe da prefeitura de Petah Tikva.

E claro que um negócios desses não funcionaria no Brasil…

Com informações da Reuters

Deixe uma resposta