0
Shares
Pinterest Google+

esterelizacaoA Câmara de de aprovou por unanimidade nesta terça-feira (1º), o de autoria do poder executivo que visa a de e das de . A proposta é fazer um com a Associação de aos Animais de Rua (Aparu), que ficaria responsável pela intervenção nos cães e gatos. Aproximadamente 900 animais de rua seriam atendidos. O texto volta para segunda votação na próxima quinta-feira (3).

De acordo com o projeto, já existem pessoas cadastradas pela Secretaria de , mas as famílias que solicitarem o serviço também poderão ser atendidas. O projeto prevê que o repasse à Aparu o valor mensal de R$ 6 mil por um período de 12 meses, totalizando R$ 72 mil no ano, pagando R$ 80 reais por de esterilização e também químicas.

Representantes de entidades de proteção aos animais compareceram à Câmara, na sessão do dia 26, para cobrar a votação em regime de do projeto. Eles voltaram para votação desta terça levando faixas e cartazes e aplaudiram a aprovação da lei. “Toda a sociedade tem interesse para que seja solucionado o problema dos animais de rua”, disse a vereadora Marly Martin (DEM). “Tem de entrar em regime de [o projeto], pois essas entidades tiram dinheiro do próprio bolso para resolver problemas deveriam ser resolvido pelo próprio governo municipal”, lembrou o vereador Humberto Henrique (PT).

Na sessão do dia 26, o vereador Evandro Júnior (PSDB) a apreciação rápida do projeto. “Me comprometo que o projeto vai ser votado, aprovado para que a verba seja destinada o mais rápido possível para essas entidades”, garantiu.

Fonte: JM Online
Anterior

Max, o cão de A Fazenda faz sucesso em festa para os pets

Próxima

Cães usam máscaras contra gripe A na China