0
Shares
Pinterest Google+

Você já pensou que o cosmético que você está usando pode ajudar um animal?

Imagine ficar horas com a cabeça presa e com um clipe abrindo suas pálpebras. Enquanto isso, cientistas pingam em seus olhos substâncias que os deixam em chamas. Ou então sua sendo raspada, até ficar em carne viva. Isso acontece todos os dias em laboratórios do mundo inteiro para a fabricação de produtos de . As vítimas costumam ser coelhos (porque têm olhos grandes) e animais diversos como cachorros e gatos parecidos com aquele xodó da sua casa. O pior é que toda essa acontece sem necessidade.  Nesses casos, testes em animais têm se demonstrado ineficazes e até perigosos para a saúde humana. O problema é que muitas indústrias ainda usam animais porque fica mais barato, afirma Carlos Rosolen, presidente da PEA (Projeto Esperança Animal). A própria lei brasileira enquadra como crime testes em animais desde que existam alternativas. A boa notícia é que muitas indústrias cosméticas resolveram abolir os testes, investindo pesado em tecnologia. Para saber se o produto que você usa foi testado em um animal, olhe o rótulo e telefone para os serviços de informação ao consumidor. Os bichos agradecem.

Não aos testes em animais: Confira a lista das empresas de que testam e as que não testam seus produtos nos bichos. O site da PEA (Projeto de Esperança Animal) possui uma lista das empresas que não maltratam os animais. www.pea.org.br

Comentários

Previous post

Doação de sangue canino

Next post

Livro de Garfield sem... Garfield