Não deixe o seu pet sozinho

Alexandre Rossi, o Dr. Pet, da Record, dá dicas sobre como os donos podem ajudar o tratamento dos cães com dois distúrbios: fobia e Síndrome de Ansiedade de Separação (SAS).

cachorro-escondido-medo-fogos-petrede

O que fazer se o pet apresenta sinais da SAS?
O dono deve entender que esse animal não nasceu para ficar totalmente sozinho e, por isso, deve ter cuidado para que ele não se sinta abandonado. É importante que o animal tenha uma companhia, seja a de um animal ou a de um humano. O que o dono não deve fazer é deixar de sair para evitar o sofrimento de seu cão.

E no caso da fobia?
Primeiro deve-se descobrir o que causa a fobia, para então mostrar ao animal que não há o que temer. O dono pode associar a causa do medo a atividades prazerosas ao animal.

Agitação excessiva prejudica o pet?
Sim. Uma dica é não fazer festa para o cão assim que chegar em casa. Deve-se esperar que ele se acalme para dar carinho.

Fonte: Jornal Mogi News
Comentários

Você pode gostar...