0
Shares
Pinterest Google+

O pastor Josué Gonçalves, da Assembleia de – Ministério Debaixo da Graça, enviou à ANDA uma carta de em relação ao sermão proferido por ele, e publicado no YouTube em 23 de agosto do ano passado que incita o e o público contra cães.

Leia abaixo na íntegra a carta enviada à nossa redação.

NOTA PÚBLICA DE RETRATAÇÃO

Bragança Paulista, 17 de Julho de 2012.

Venho a público, após a veiculação parcial de um vídeo, em que apareço ministrando palestra a um grupo de , pelo site de notícias da Agência de Notícias de Direitos Animais, em 16/07/2012, Agência esta que também disponibilizou tal vídeo no site no dia 14/07/2012, além da divulgação feita pelo usuário denominado “seguidoresdocordeiro” naquele mesmo site da internet, tecer os seguintes esclarecimentos:
Reconheço que não fui feliz no tom da minha fala aos casais, que foi mais em uma tentativa de descontração.

Quero frisar que, o contexto em que abordo tal tema, tinha por finalidade alertar aos casais que não deixem nada e ninguém interferirem na relação do CASAMENTO, já que sabidamente o casamento é uma sagrada união, não podendo ser banalizada, sendo esta a ideia central da mencionada palestra, e quando me referi ao cachorro, me exaltei, e acabei não conseguindo transmitir a mensagem que realmente gostaria.

Ainda quero esclarecer que, na qualidade de Pastor zelo pelo cumprimento da palavra de Deus e não sou cruel, como alguns tentam me impingir. Aproveito para citar, aos meus acusadores, o mesmo versículo bíblico que diz, em Provérbios 12:10 “O justo atenta para a vida dos seus animais, mas o coração dos perversos é cruel”.

Ministro à casais, pelo Brasil afora e em alguns países do mundo, há mais de 20 (vinte) anos, como também sou ministro do evangelho, por período semelhante e, sempre fui zeloso, pela família e pelos animais que a ela se agregam.

Em momento algum pretendi dar ênfase a algum tipo de incentivo de aos animais de estimação ou qualquer outro tipo de animal. Gostaria até de salientar que, recentemente presenteei minha filha e meu genro, com um cachorro da raça pinscher, animal este que tem sido um diferencial em nossas vidas, pois é muito carinhoso, retribuindo desta forma, todo o carinho e cuidado a ele dispensados.

Por fim, quero afirmar que lamento o ocorrido, profundamente, e tenho certeza, que não mais se repetirá, e mais uma vez, pedir desculpas pela forma colocada a todos os que se sentiram ofendidos pela minha má fala, pois em momento algum tive a intenção de incentivar qualquer violência contra os animais.

“Errar é humano, reconhecer o erro e pedir perdão é divino”.

Pr Josué Gonçalves

Comentários

Previous post

Mais de 80 mil focas serão mortas em temporada de caça anual na Namíbia

Next post

Sem lugar em apartamento, famílias são ‘obrigadas’ a abandonar cães