Projeto de Lei que proíbe animais em circo é assinado em Alagoas

Defensores dos direitos dos animais comemoram uma grande vitória nesta quinta-feira, dia 11, em Alagoas.

O governador em exercício, José Wanderley Neto (PMDB), assinou projeto de lei que proíbe a exploração (apresentação) de animais em circos que se apresentarem em Alagoas. A proibição engloba animais selvagens, silvestres, domésticos ou exóticos nos espetáculos.

O projeto de lei foi elaborado a partir de reivindicações de organizações não-governamentais (ONGs) de defesa dos direitos dos animais que atuam em Alagoas. As ONGs realizaram diversos protestos na entrada de circos que se apresentaram na capital alagoana. A alegação é de que os animais são submetidos a maus-tratos para se apresentarem.

O projeto de lei segue, agora, para a Assembleia Legislativa de Alagoas, onde deverá ser apreciado e aprovado.

Duodécimo
Durante a assinatura do projeto de lei, José Wanderley voltou a afirmar que o Estado avalia entrar na Justiça para impedir o reajuste do duodécimo do Poder Legislativo, Ministério Público Estadual e Tribunal de Contas. Na sessão realizada ontem, os deputados derrubaram o veto do governador Teotonio Vilela Filho (PSDB).

“O governador chega amanhã, nós vamos conversar. É provável que o governo entre na Justiça, solicitando liminar para voltar ao duodécimo proposto pelo Executivo”, disse Wanderley.

Você pode gostar...