0
Shares
Pinterest Google+

cachorro-viagem-mala-bagagem-ferias

pode ser muito divertido, mas é necessário tomar as devidas quanto ao seu animal de estimação. A primeira questão a ser resolvida é se leva ou não o pet. Se optar por não levar, surgem algumas opções como deixá-lo em casa, sozinho ou num para animais.

Segundo Bianca Ricci Borba, médica veterinária do Hospital Veterinário Batel, no caso de deixar o pet em casa, por mais que tenha alguém com a responsabilidade de alimentá-lo, não é suficiente. “Os animais não podem ficar muito tempo sozinhos. Se virar o pote de água, por exemplo, irá ficar desidratado. Mesmo nesse caso, ele receberá a visita a cada 12 ou 24 horas e isso representa um risco. Além disso, ele precisa de um momento de interação para não se sentir muito triste”, argumenta.

Caso o proprietário opte por não deixá-lo sozinho, surgem outras dúvidas sobre qual o lugar mais adequado para o animal ficar enquanto a família viaja. “É muito importante que o dono avalie antes as do local em que o animal vai ficar. No caso de um hotel para animais, por exemplo, é necessário verificar se precisar levar ração, cobertor e algum brinquedo para distraí-lo, além de levar a carteirinha de e certificar-se de que o pet está em dia com os vermífugos”, afirma Bianca.

Para aqueles que optam pela companhia do animal na , é imprescindível saber quais tipo de mudanças ele ficará exposto como o tipo do ambiente e o clima do lugar. “Para isso, será preciso prepará-lo para enfrentar determinadas doenças de , que são transmitidas por alguns ectoparasitas como carrapatos, piolhos e insetos, comuns em ambientes arborizados e com água abundante”, explica a médica.

Além disso, a veterinária ressalta que a primeira coisa a se fazer é um de sangue para verificar como anda a do pet, pois assim é possível saber se ele está em condições de viajar ou não. “Outro cuidado importante é realizar um de fezes antes e depois da viagem, pois o animal entrará em contato com terra, grama ou areia e poderá contrair algum parasita intestinal”, recomenda.

A médica também alerta que viajar com o animal pode se tornar estressante, por isso é importante manter a documentação necessária e exigida por lei para o transporte de animais no caso de alguma fiscalização. “É fundamental que o dono esteja portando a carteirinha de vacinação do pet para não ter nenhum problema, além disso, esse é um documento de identificação do animal”, indica.

No caso de viagens internacionais é necessário ficar atento a documentação exigida pelo Ministério da Agricultura (http://www.agricultura.gov.br/animal/animais-de-companhia/transporte-internacional). O transporte de animais entre países exige que o proprietário apresente o Certificado Zoossanitário Internacional (CZI), que é emitido pelo Serviço de Vigilância Agropecuária (Vigiagro). “Também é necessário verificar as normas de transporte de animais adotadas pelas companhias aéreas. Sempre reforçamos para que antes de realizar qualquer viagem com o pet o proprietário leve ele para uma avaliação médica”, finaliza a veterinária.

Fonte: Paranashop
Quando levar o pet na viagem de foi modificado pela última vez: setembro 2nd, 2013 por Alexandre Domingues
Anterior

Ajude o seu pet a passar bem o verão, evite a micose

Próxima

Precisamos usar animais como cobaias?