0
Shares
Pinterest Google+

A Copa das Confederações trará muitos jogos de futebol e com eles, os fogos de artifício, que podem fazer mal aos animais de estimação

A sua casa fica cheia de rojões, cornetas, buzinas, bombinhas e gritos quando tem um jogo de futebol com o Brasil, certo? Saiba que os cães podem sofrer muito com este barulho. O veterinário responsável pelo Clube de Cãompo, hotel fazenda para cães, localizado em Itu (SP), Aldo Macellaro Jr, explica que os pets têm audição diferente da nossa e por isso os ruídos agudos incomodam ainda mais. “O barulho realmente irrita o animal. Se alguns fogos de artifício são altos e doem os nossos ouvidos, isso também acontece com o deles”.

Além do incômodo físico, o estampido dos rojões, muito comuns durante os jogos, pode provocar medo e até mesmo fobia em animais que passaram por um treinamento errado. “Os cães que apresentam fobia a fogos de artifício foram, em sua maioria, condicionados de maneira errada a esse comportamento. O animal entende o barulho como algo fora da rotina dele e apresenta algumas alterações de comportamento. Se o proprietário responde a essas alterações, pegando no colo ou mimando demais o animal acaba reforçando a ideia de que é uma situação de perigo e que o animal deve temer”, explica Macellaro.

O medo pode gerar uma situação de estresse e provocar uma série de alterações físicas e de comportamento no animal, como taquicardia, tremores e salivação. Se o cão sofre com problemas cardíacos e convulsões, pode ainda sofrer ataques durante os períodos de maior intensidade do barulho.

O médico veterinário desaconselha o uso de tampões e ataduras para tentar amenizar o barulho. “Isso pode provocar ainda mais estranheza no animal e não vai resolver o problema”. O especialista lembra que o uso de sedativos e outros medicamentos só devem ser realizados sob a prescrição médica. “Só ele vai poder avaliar as características do animal corretamente”.

O ideal seria educar o animal desde filhote a não associar esses sons e ruídos a algo que ele deva ter medo. “Quem tem um animal filhote em casa não deve reforçar nele o comportamento de medo”, avisa. “Nas primeiras vezes em que ele apresentar sinais desse sentimento, tente associar o barulho a algo positivo, oferecendo a ele o brinquedo preferido dele ou algum petisco. Não pegue o animal no colo e tente mostrar a ele que aquela não é uma situação que ele deve temer”.

No entanto, essa medida para educar não vai surtir efeito em animais que tem fobia. Para eles, é necessário um treinamento de recondicionamento que deve ser feito por especialistas. “Ele vai fazer um treinamento específico para o caso com o objetivo de acostumar o animal ao barulho e desassociar à situação de perigo. O treinamento pode durar alguns meses, dependendo do grau de pavor apresentado pelo animal”, explica. Se o problema foi identificado agora que começaram os jogos e a barulheira, uma boa solução imediata é afastar completamente o cão do barulho, levando-o a locais protegidos.

Com 60.000 m² de área total, o Clube de Cãompo está situado em uma área rural e sem vizinhança, o que garante a tranquilidade dos animais mesmo em dias de jogo da seleção brasileira. “Nesse período, recebemos muitos animais que estão fugindo do barulho dos fogos de artifício”, diz Macellaro. Além da hospedagem com pernoite, que pode ser feita em qualquer dia da semana, o local oferece ainda outra modalidade de serviço que pode ser usada durante os dias de jogos: o Day Care. Trata-se de um dia destinado a atividades recreativas e brincadeiras, onde os cães podem gastar energia e se divertir sem pernoite.

Serviço
Clube de Cãompo – Hotel Fazenda para cães
www.clubedecaompo.com.br
11 4897-9518/ 9968-4729
Rodovia SP 300 (Dom Gabriel Paulino Bueno Couto), km 94,5 – Itu/SP.

Sobre o Clube de Cãompo
O Clube de Cãompo é um hotel fazenda para cães situado em Itu-SP, planejado para hospedar confortavelmente os animais em momentos de viagens e ausência dos proprietários. Com 60.000 m2 de área total, o local possui chalés individuas em departamentos separados para grandes e pequenos animais, com solários higienizados e desinfetados para receber cães de todos os tamanhos e raças. No Clube de Cãompo, o animal também tira férias. A hospedagem inclui alimentação, banho e momentos de lazer em uma ampla área, monitorada por profissionais treinados para lidar com os cães. O hotel fazenda também possui serviços como treinamento de agility, adestramento e obediência, solução de problemas comportamentais, condicionamento físico e o chamado “Day Care”, um dia de diversão e brincadeiras para os cães.

Anterior

No que pensar antes de decidir ter um animal de estimação?

Próxima

Suplementos da Linha Pet Biovet apresentam novas embalagens