0
Shares
Pinterest Google+

cachorro-casal-saude-qualidade-de-vida-petrede

Lindos, companheiros, dóceis, os animais de estimação tem muito a nos oferecer. Segundo a Associação Americana de Cardiologia (AHA), ter um animal de estimação pode reduzir o risco de cardíacas. As informações foram publicadas na revista Circulation.

Glenn N. Levine, professor do Baylor College of Medicine, em Houston, Texas, e presidente da comissão que redigiu o artigo, disse que os resultados mostraram que o animal de estimação está associado não só à redução de de doenças cardíacas, mas com o aumento da sobrevida dos . ” Possuir animais de estimação está definitivamente relacionado com menores níveis de e , e uma menor incidência de .”

No estudo, foram analisados mais de 5.2 mil adultos donos de cães, que tinham mais propensão em praticar caminhadas do que os integrantes que não tinham cães. Os resultados mostraram, ainda, que 54% dos participantes que eram donos de cães estavam dentro do nível recomendado de atividade física.

“Em essência, os dados sugerem que provavelmente há uma associação entre a posse de animais e diminuição do risco cardiovascular. O que é menos claro é se o ato de adotar ou adquirir um animal de estimação pode levar a uma redução no risco cardiovascular em pacientes com doença pré-existente,” afirma Levine, sobre as reações do corpo ao stress.

Os pesquisadores alertam que os resultados, apesar de importantes, ainda precisam ser estudados em profundidade. ” Pode ser simplesmente que as pessoas mais saudáveis são os que têm animais de estimação, e não que ter um animal de estimação, na verdade, leva a ou provoca redução no risco cardiovascular. Ainda precisamos responder estas perguntas,” completa Levine.

Fonte: Guiame
Anterior

Dicas de cuidados com bebês e animais em casa

Próxima

Cocô de cachorro nas ruas pode causar doença!