0
Shares
Pinterest Google+

Um movimento nos quer acabar com a prática do de animais de estimação no país.

O Estado de apresentou um de lei que deverá ser votado no norte- ainda nesta semana. É uma tentativa direta de proibir a ação de uma empresa em especial: a FlexPetz, que vem sendo criticada por de animais.

A companhia disponibiliza animais por tempo limitado “para quem gosta de pets, mas não pode cuidar de um em tempo integral”. Atua em Nova York, Los Angeles e também em Londres, e programou a abertura de novas unidades em San Francisco, Boston, Washington e até Paris.

“Nenhuma pessoa poderá empreender negócios relativos a aluguel de e ”, diz a primeira linha do projeto.

A entidade britânica Dogs Trust afirmou que o projeto é um passo adiante contra o que chama de “negócio cruel” e que traz esperanças quanto ao banimento dessa prática também no Reino Unido.

“Precisamos seguir esses passos e proibir o aluguel de animais. Trabalhamos duro para promover o pelos animais, algo que é desconsiderado por empresas como a FlexPetz”, diz Clarissa Baldwin, diretora-executiva da entidade, ao site UKPets. “Cães são animais socialmente complexos que precisam de estabilidade, rotina e uma amorosa. Comprometer essas necessidades por lucros é inaceitável”, completou.

Comentários

Previous post

Tomara que a mídia não abandone os animais

Next post

115 milhões de cobaias são usadas em um ano