0
Shares
Pinterest Google+

Atualmente, o canil tem diversos gatos e cães, filhotes e adultos. A maioria deles é resultado do de fêmeas prenhes ou da ninhada inteira em ruas ou terrenos baldios. O objetivo da campanha, promovida pelo Centro de Controle de Zoonoses () é dar uma família aos cães e gatos abandonados.

São diversas as formas para adotar um animal do CCZ. É possível escolhê-lo e imprimir o termo de responsabilidade pelo site da (www.ubatuba.sp.gov.br), no link animais de estimação. Por meio de uma com a petshop Nippon, filhotinhos de cães e gatos também ficam disponíveis na loja, situada no centro da cidade. Também é permitido fazer uma visita ao Centro de Controle de Zoonoses e escolher cães e gatos, adultos ou filhotes.
No site da prefeitura, o futuro dono poderá visualizar fotos, saber detalhes sobre as características do animal e imprimir uma ficha de adoção. Depois, é só ir ao Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), para interagir com o bichinho e levá-lo para a casa, ou então, escolher outro. O horário de funcionamento do CCZ é das 9 às 17h, de segunda a sexta-feira. O canil fica na Rua Lucindo da Silva, s/nº, na primeira entrada após o posto da Polícia Rodoviária na Rod. Oswaldo Cruz.

Posse responsável
Adotar um animalzinho de estimação é uma boa atitude, no entanto, é preciso pensar bem antes disso. Um cão pode viver uma média de 15 anos. Enquanto filhote, ele poderá causar alguns transtornos na fase de adaptação. Além disso, necessitará de cuidados constantes, como alimentação diária, um local apropriado, limpo, protegido do sol e da chuva, além de vacinações e visitas ao veterinário sempre que necessário.
A saúde psicológica do cão também é muito importante, por isso, ele precisará de carinho e atenção. Os banhos devem ser freqüentes, assim como os passeios e a escovação dos pêlos. Cães soltos nas ruas podem provocar acidentes e brigas com outros animais. Por isso, eles nunca devem sair desacompanhados.

A veterinária do CCZ, Cláudia Ferraz explica que, depois de adotado, não é possível devolvê-lo ao CCZ e o abandono é considerado . “O responsável pelo animal pode ser condenado a prestar serviços à comunidade, ou pagar multas que variam de R$ 150 a R$ 5.000, dependendo da gravidade da situação”. A veterinária afirma ainda que algumas pessoas costumam abandonar as ninhadas nas ruas e terrenos, o que diminui a possibilidade de destes animais.

Fonte: Ubatuba em Revista
Anterior

Sexta... depois do almoço...

Próxima

Johnny Depp diz que foi atacado por cachorro de Brad Pitt e Angelina Jolie