0
Shares
Pinterest Google+

Está claro que quase todos os animais participam dos , sejam eles aquáticos, aéreos ou terrestres”, escreveu Aristóteles em sua obra “Do sonho e da vigília”.

Mas, os animais são capazes de ? O filósofo grego também tinha uma opinião sobre isso.

Em “História dos animais”, escreveu: “Pareceria que não apenas sonham os homens, mas também os cavalos e os cães e os bois; sim e as ovelhas, as cabras e os quadrúpedes vivíparos; e os cachorros mostram que estão sonhando latindo enquanto dormem”.

Faltava sofisticação aos métodos de de Aristóteles, mas talvez ele não estivesse longe da verdade.

Como saber se os animais sonham? Observá-los enquanto dormem é um .

Certamente não podemos perguntar aos animais se sonham, mas podemos notar de que o fazem.

cachorro-grande-sao-bernardo-dormindo-sofa-preguica-sono-golgado-petrede

Os pensaram em duas formas para responder a pergunta. Uma delas é observar os bichos durante todas as fases do ciclo do sono. A outra é ver se o deles funciona da mesma forma que o humano durante o sonho.

A história da investigação sobre as mentes dos animais durante o sono começa nos anos 1960.

Sonhos em movimento
Naquela época começaram a aparecer notícias em revistas médicas descrevendo como as pessoas se movimentam enquanto sonham.

Isso era curioso pois durante a chamada fase de sonho REM (movimento rápido de olhos), nossos músculos normalmente estão paralisados.

Os se deram conta de que induzir um estado similar nos animais poderia permitir demonstrar como eles sonham.

Em 1965, os cientistas franceses Michel Jouvet e J.F Delorme comprovaram que retirando uma parte da medula, chamada ponte de Varolio, do cérebro de um gato evitavam que ele ficasse paralisado na fase REM.

Os pesquisadores chamaram esse estado de REM-A.

Em vez de permanecer quietos, os gatos caminhavam e se comportavam com agressividade. Isso era uma evidência de que sonhavam com atividades dos momentos em que estavam acordados.

E posteriores revelaram comportamentos similares.

Segundo o veterinário Adrian Morrison, os gatos em REM-A movem suas cabeças como se seguissem estímulos.

Alguns gatos também mostram comportamentos idênticos a ataques predatórios, como se estivessem perseguindo ratos em seus sonhos. Também se constatou uma similar em cachorros.

Humanos
Foi comprovado que alguns humanos “atuam” em sonhos se sofrem de um problema chamado transtorno de do sonho REM.

“Dar socos, pontapés, saltar e correr da cama durante as tentativas de atuações nos sonhos são manifestações frequentes e normalmente estão relacionadas com as imagens que conseguem ver”, segundo a Classificação Internacional de Transtornos do Sonho, cuja sigla em inglês é ICSD.

Nessas pessoas – e em quem dorme com elas – os hematomas são comuns, segundo os cientistas.

Rato de laboratório
Mas o movimento não é a única pista que indica os sonhos dos animais.

Atualmente os pesquisadores podem observar as atividades elétricas e químicas das células cerebrais dos animais enquanto dormem.

Em 2007 os cientistas Kenway Louise e Matthew Wilson, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos, registraram a atividade neural em uma parte do cérebro de um rato chamada hipocampo – uma estrutura relacionada com a formação e codificação de memórias.

Primeiro os cientistas registraram a atividade das células cerebrais enquanto os ratos corriam em labirintos. Depois analisaram a atividade dos mesmos neurônios enquanto os animais dormiam.

Louise e Wilson descobriram padrões idênticos de ativação durante a corrida e durante a fase REM do sono.

Em outras palavras, era como se os ratos estivessem correndo pelo labirinto em suas mentes enquanto dormiam.

Os resultados eram tão claros que os cientistas podiam calcular a localização específica dos ratos no labirinto durante o sonho.

Práticas de canto
Os biólogos da Universidade de Chicago Amish Dave e Daniel Margoliash examinaram os cérebros dos pássaros diamante mandarim e descobriram algo similar.
Esses pássaros não nascem com as melodias de suas canções gravadas no cérebro, pelo contrário, têm que aprendê-las.

Quando estão acordados os neurônios da parte anterior do cérebro é ativada durante o canto de cada nota. E os cientistas são capazes de determinar qual nota foi cantada com base apenas nos padrões de ativação desses neurônios.

Os cientistas monitoraram essas mesmas células enquanto os pássaros dormiam e descobriram que elas não se ativavam ao acaso – mas sim como se as aves estivessem praticando o canto.

Mistério
O comportamento dos gatos nas experiências podem ser considerados realmente sonhos?

Os ratos têm consciência subjetiva de que estão correndo em labirintos em seus sonhos?

Os pássaros cantores sabem que estão cantando durante o sonho?

Essas perguntas são difíceis de responder assim como a questão da consciência. É complicado.

Os humanos normalmente só se dão conta de que estavam sonhando quando acordam.

“Os diamantes mandarins se lembram de seus sonhos como sonhos quando são acordados?

Eles podem distinguir o mundo real do mundo dos sonhos?

Podemos dizer que as mesmas características fisiológicas dos sonho nos humanos são compartilhadas pelos animais. Mas se os bichos conseguem ou não experimentar os sonhos da mesma forma que os humanos segue sendo um mistério.

Anterior

Aprenda a tirar boas fotos do seu bichinho de estimação

Próxima

Donos de primeira viagem devem mudar hábitos ao adotar cão ou gato