0
Shares
Pinterest Google+

lula_porquinho

Chamado de , o animal vive a 100 metros de profundidade.

Uma lula encontrada no sul da Califórnia possui células com pigmentos que faz com que o animal marinho pareça estar sorrindo. Chamada de “Lula Porquinho” por sua aparência, o animal possui ainda o corpo quase todo translúcido – apenas as células cromatóforas com pigmentos, os olhos e os tentáculos são visíveis.

As cromatóforas “mancham” o corpo transparente da lula. Localizadas logo abaixo dos olhos e enfileiradas, essas células dão a impressão de um .

Com o nome científico de Helicocranchia pfefferi, a lula é encontrada em grandes profundidades, geralmente cerca de 100 metros abaixo da superfície dos oceanos.

Por causa da profundidade em que vivem, pouco se sabe sobre a biologia e os hábitos desses animais.

Segundo os cientistas do Cabrillo Marine, em San Pedro, na Califórnia, que capturaram um dos espécimes da “Lula Porquinho”, o animal teria dificuldades em nadar por causa do formato do corpo.

Segundo os cientistas, apesar de não ser um nadador exemplar, o animal possui íons de amônia nos líquidos do corpo, o que ajudaria na flutuação.

O espécime capturado pelo Aquário será adicionado à coleção de vida marinha do local para futuras pesquisas.

Via BBC
Anterior

CMA pode proibir utilização de animais em circos

Próxima

Carne de canguru pra salvar o planeta?